ESTUDANTE COM SÍNDROME DE DOWN É APROVADO EM VESTIBULAR DE DIREITO EM SOBRAL

Um estudante com síndrome de Down venceu vários obstáculos e conseguiu alcançar o sonho de passar no vestibular. Willian Vasconcelos vai cursar direito em sua cidade natal, Sobral.
As dificuldades enfrentadas por ele começaram logo cedo. Quando nasceu, a família não sabia que Willian tinha a síndrome. "A médica do posto de saúde disse para mim. Na época ela não usou 'síndrome de Down', e também não vou dizer qual nome ela usou. Me entregou meu filho, disse que ia ser difícil ele andar, falar", contou a mãe, Eridam Vasconcelos.
Segundo Eridam, no entanto, isso foi motivo de ainda mais amor para todos. "Eu passei a amar muito mais. A cuidar como se fosse um cristal", disse.
Willian cresceu e terminou o ensino médio no ano passado, mas enfrentou diversos desafios diante do preconceito das pessoas. A frustração foi grande ao se inscrever nos vestibulares das universidades públicas e no Enem. "Duvidaram da capacidade dele intelectual, cognitiva. Nos fizeram perguntas absurdas, se conhecia cores, se sabia segurar a caneta, se andava só", relatou a irmão, Klívia.
Apesar de uma boa pontuação, ele não foi aprovado. Chegou a pensar em desistir, mas renovou as esperanças quando surgiu a oportunidade em uma universidade particular. Sua professora Roberta Araújo foi um incentivo fundamental. "Sempre foi muito estudioso, muito empenhado, muito sociável, extremamente organizado e muito disciplinado", afirmou Roberta.
O problema enfrentado pela família agora é financeiro. "Não é barato, não é fácil manter um filho numa faculdade particular. Minha preocupação é essa, mas eu não vou desistir", disse Eridam.
(Reportagem de Maristela Gláucia / TV Diário)

As mais lidas da semana