FICA O ALERTA!! Criança de 1 ano morre afogada em balde em Juazeiro do Norte



Juazeiro do Norte. Uma criança morreu na tarde de ontem (01), por volta das 17h, vítima de afogamento dentro de casa, no bairro Timbaúbas. A pequena, Geovana Emanuely, de apenas um ano, estava brincando quando caiu com a cabeça dentro de um balde com água. No momento do acidente, ela não estava sendo supervisionada por um adulto e quando sua avó a encontrou, a menina já não respirava.

Ela chegou a ser socorrida às pressas e levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que fica no bairro vizinho, Limoeiro, próximo ao local do acidente. No entanto, os médicos não conseguiram reanimá-la. O corpo de Geovana foi levado para autópsia na Perícia Forense de Juazeiro e será sepultado nesta quinta-feira (02).

Afogamentos

Esse tipo de acidente é mais comum do que se imagina. Segundo o Instituto Zero a Seis, os afogamentos representam a segunda causa de morte, por acidentes, de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos no Brasil. Uma ocorrência semelhante, em Juazeiro do Norte, aconteceu no dia 25 de agosto de 2012, quando o pequeno Davi Ribeiro Pessoa, de um ano e dez meses, se afogou em um balde dentro de casa.

As crianças até 4 anos de idade, diferentemente dos adultos, têm como partes mais pesadas do corpo a cabeça e os braços, o que faz com que elas se desequilibrem facilmente quando se inclinam para a frente. Como consequência, elas se afogam em baldes com água, vasos sanitários, piscinas praticamente vazias, caixas d’água e mesmo em superfícies com poucos centímetros de água, quando caem e não conseguem se levantar.

A maioria desses acidentes com bebês acontece dentro ou ao redor da casa, de forma rápida e silenciosa. De acordo com o Instituto, o maior fator de risco de morte por afogamentos é a falta de supervisão da criança por um adulto.



Diário do Cariri
Diário do Nordeste

As mais lidas da semana