SIGA NOSSOS CANAIS

MÃE “VIBRA” COM O SUICÍDIO DO FILHO GAY NA PARAÍBA

Em João Pessoa, o jovem Yago Oliveira foi mais uma vítima da homofobia. Estudante da UFPB, Yago dizia sofrer preconceito da própria família. Há cerca de dois meses antes do suicídio, o jovem fez um longo desabafo no Facebook. Na postagem o jovem tentava entender se realmente era errado ser LGTB. No dia 14 de Março, Yago Oliveira foi encontrado morto enforcado dentro do próprio quarto. A polícia registrou o caso como suicídio.
Porém o que pegou as equipes da imprensa de surpresa, foi a declaração da mãe do jovem. Perguntada sobre a morte do filho ela respondeu ao repórter: "o Homem lá de cima atendeu meu pedido, prefiro um filho morto do que vivo e pecador, seria uma eterna vergonha e uma desonra sem tamanho", disse a mãe do jovem. Os amigos de Yago relataram que ele sofria de depressão justamente por conta do preconceito que sofria dentro da própria casa.

Destaques da Semana