SIGA NOSSOS CANAIS

MULHER É PRESA POR DEIXAR OS FILHOS EM CASA SEM COMIDA, ÁGUA E ENERGIA EM REDENÇÃO


As conselheiras tutelares chegaram a chorar ao ver a situação dramática em que as crianças de 7 e 2 anos haviam sido abandonadas 

 Na cidade de Redenção, uma mulher foi presa em flagrante por maltratar os três filhos menores de idade. Daniela Alves de Lima, de 24 anos, não cuidava das crianças e ainda deixava elas sozinhas em casa. A mulher foi presa e conduzida à Delegacia Municipal acusada de maus tratos, cárcere privado e abandono de incapaz. 

Ela alegou falta de recursos financeiros para sustentar a família. Segundo o delegado titular, Edcarlos de Souza Lima, a mulher não demonstrou nenhum arrependimento ao relatar as condições das crianças em casa. Em depoimento, Daniela disse que o benefício-reclusão, que recebe por ter o companheiro e pai das crianças preso, não dá para pagar as despesas. 

A casa teve água e energia cortadas. As crianças foram encontradas sem cuidados, sujas e mal alimentadas. A denúncia foi feita pelo tio, José Irlano, que desconhecia a seriedade da situação, ao conselho tutelar da cidade. “A gente só sabia que ela saía e deixava as crianças trancadas. Geralmente, o dia todo. Moramos próximos. Ela não falava com a gente. Nunca tivemos afinidade. Há 15 dias cortaram a luz e a água. No mesmo dia que cortaram, ela saiu e deixou as crianças sozinhas, no escuro. E a mais velha estava passando mal. 

Aí vi que estava num ponto extremo e tinha que tomar alguma atitude. Ele (o irmão preso) pediu pra eu tomar a frente da situação e resolver. Por isso que fui ao conselho”, disse o irmão. Ao encontrar as crianças, as conselheiras choraram ao se deparar com a situação dos menores: uma menina de sete anos, e o casal de gêmeos com dois anos. Elas deram banho e alimentação aos filhos de Daniela. Os menores já estão sob guarda do tio. 

Na casa, móveis quebrados, muita sujeira e ratos. A mulher foi autuada por volta das 10h30, no centro de Redenção, e acusada de cárcere privado, abandono de incapaz e maus tratos. Daniela vai ser encaminhada para a Delegacia de Capturas, em Fortaleza, e aguardar posição da Justiça. Fonte: Tribuna do Ceará

Destaques da Semana