SIGA NOSSOS CANAIS

Carro-forte é alvo de ataque nesta manhã e explodido por bandidos na BR-222


Mais um ataque a carro-forte é registrado no Ceará. Foi o segundo no mesmo dia e, praticamente, de forma simultânea. Enquanto em Fortaleza criminosos atacavam um blindado da empresa Brink’s quando este chegava a um shopping, em plena Aldeota, outro grupo de criminosos explodia um veículo similar da empresa Prosegur na BR-222, localidade de Frios, entre os Municípios de Umirim e São Luís do Curu, numa demonstração de ousadia e desafio às autoridades da Segurança Pública. 

 O cerco aos criminosos está sendo realizado neste momento por patrulhas da PM de vários Municípios da Região. O ataque ao carro-forte foi violento e a explosão destruiu completamente o veículo. Os seguranças que faziam o transporte de valores foram obrigados a desembarcar, entregar as armas e fugir para o matagal às margens da estrada, enquanto os ladrões colocavam os explosivos para causar a abertura do cofre-forte. A Polícia está investigando para saber se os dois ataques praticamente simultâneos foram, ou não, uma ação coordenada por uma mesma quadrilha ou facção criminosa. 

 Motoristas que passavam pelo local entraram em pânico diante da ação violenta dos assaltantes e narraram em áudios nas redes sociais os momentos de pânico, ao mesmo tempo em que orientavam as pessoas a evitar ou retardar a passagem pela localidade de Frios, onde ocorreu o assalto. Afirmavam que a Polícia ainda não havia chegado ali. Sequência de ataques O primeiro ataque ocorreu quando um carro-forte da Brink’s chegava ao Shopping Avenida, na Aldeota. 

Os bandidos trocaram tiros com os seguranças e, pelo menos, duas pessoas ficaram feridas, um vigilante e um cliente do shopping. Na fuga, dois suspeitos de participação no crime foram detidos pela PM quando seguiam em alta velocidade em uma moto já na Avenida Leste-Oeste. Os feridos foram socorridos pelo Samu e levados para o IJF-Centro, em estado grave. O segundo ataque aconteceu na BR-222, na Localidade de Frios, em Umirim, já próximo do limite com São Luís do Curu. Um carro-forte da empresa Proseguir foi explodido por uma quadrilha.