SIGA NOSSOS CANAIS

SOBRALENSES REVERENCIAM A MEMÓRIA DE BELCHIOR, UM ANO APÓS A SUA MORTE


A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Ivo F. Gomes, pessoas sorrindo, pessoas em pé, noite e atividades ao ar livre
No último dia 30 de abril, completou um ano da morte de Antônio Carlos Belchior, cantor e compositor a frente do seu tempo, que tornou-se um dos mais notórios artistas do Brasil. O rapaz latino americano tinha 70 anos de idade e 42 anos de carreira.
.
Belchior ganhou o mundo nos anos 70 com grandes clássicos da música brasileira, como Velha Roupa Colorida, Como Nossos Pais, A Palo Seco e Alucinação, músicas que seguem vivas nas gerações sucessivas, obra essencialmente poética e política.

Na última segunda-feira, as homenagens se espalharam pelo país em eventos e shows, além de milhares de citações nas redes sociais, mas nenhuma chamou tanto a atenção como a homenagem feita pelo povo de Sobral, no Show “Para Bel, com Amor”, que aconteceu no patamar do Theatro São João com apresentação da Orquestra Eleazar de Carvalho e Banda Trovador Eletrônico.