SIGA NOSSOS CANAIS

Prefeito de Santana do Acaraú alega legítima defesa


Conforme o delegado, o suspeito disse que foi até a casa do ex-funcionário para conversar e que foi agredido, segundo o delegado o prefeito alega que foi até a casa da vitima com o intuito de conversar e que ao chegar lá, a vítima tentou esganá-lo e em decorrência disso ele reagiu e o matou. O prefeito ressaltou e seu depoimento que apenas se defendeu da agressão da vítima, efetuou o disparo que atingiu o tórax e saiu pelo pescoço. Segundo uma tia de César Augusto, a pericia identificou apenas um tiro que atingiu o coração.

De acordo com o delegado, a versão é contraditória com as informações repassadas pelas testemunhas, que não citam agressão física por parte do ex-funcionário. O inquérito indicia o prefeito por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima. A arma do crime ainda não foi encontrada e Marcelo Arcanjo relatou no depoimento que jogou o equipamento em um rio. A Polícia deve realizar buscas para encontrar a arma. O prefeito é policial federal aposentado e possui porte de arma.

Via tribuna dos vales.

Loading...