SIGA NOSSOS CANAIS

DEPOIS DE ATIRAR EM QUATRO PESSOAS, HOMEM É PERSEGUIDO E ESPANCADO ATÉ A MORTE

Um homem foi morto por meio de linchamento após atirar contra quatro pessoas e tentar fugir depois que ficou sem munição. As cenas de violência ocorreram na tarde de domingo (30), durante um evento que acontecia na zona rural do Município de Choró, no Sertão Central cearense (a 151Km de Fortaleza). Segundo testemunhas, o alvo do suposto pistoleiro seria um político. 

A tentativa de assassinato que gerou o linchamento que ocorreu em meio a uma corrida de cavalos que acontecia na localidade de Feijão, Distrito de Caiçarinha, na zona rural de Choró. De repente, um pistoleiro saca uma arma e começa a atirar contra o empresário e político Carlos Alberto Queiroz Pereira conhecido por “Bebeto”. Ele é baleado três vezes: no tórax, braço e perna. Em meio aos disparos, um tio dele e mais duas pessoas também ficaram feridas. 

Após descarregar a arma – um revólver de calibre 38 – o atirar, já identificado como Erilson Santos, tentou fugir do local do atentado, mas acabou sendo perseguido e alcançado por populares. Ele foi derrubado ao chão e passou a ser espancado. Recebeu muitas pauladas na cabeça e, quando a Polícia apareceu, o homem já estava quase morto. Mesmo assim, os militares o colocaram na viatura e seguiram para o hospital municipal de Choró. Como o estado de saúde do pistoleiro era grave, a equipe médico decidiu transferi-lo para Quixadá. No entanto, o homem morreu no trajeto. 

Já as quatro pessoas feridas foram encaminhadas para o hospital da cidade de Canindé. Uma delas, que teria sido atingido por quatro tiros, teve que ser transferida para Fortaleza e encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro). 

A Polícia não sabe ainda o motivo da tentativa de assassinato e tenta também identificar os responsáveis pelo linchamento do atirador. 

O caso será apurado pela Delegacia Regional de Polícia de Quixadá. 

Fonte: Fernando Ribeiro