SIGA NOSSOS CANAIS

Ceará arranca empate com Atlético-PR na Arena da Baixada O time alvinegro pode escapar do rebaixamento até o fim da 37ª rodada, basta Sport e América-MG empatarem seus jogos


O time do Ceará visitou o Atlético-PR, na tarde deste domingo (25), na Arena da Baixada. O Alvinegro de Porangabussu arrancou empate e continua vivo na luta para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro em 2019. Os gols da partida, válida pela penúltima rodada do certame, foram marcados por Leandro Carvalho e Wescley para o Vovô, enquanto Rony e Lucho González assinalaram para a equipe mandante.

Com o resultado, o Ceará soma 43 pontos e espera o final da rodada ou o jogo diante do Vasco, no domingo (2), para saber se assegura permanência na elite do futebol nacional. Os empates nos jogos de Sport e América-MG asseguram a vaga alvinegra na próxima temporada.

Um Ceará retrancado e um Atlético pouco entrosado apresentaram de imediato um jogo truncado. Um chute a gol foi tudo que se viu nos 15 minutos iniciais. Isso porque o técnico Lisca escalou o Alvinegro com três zagueiros, enquanto o treinador rubro negro escalou um time quase todo de reservas.

Nos 10 minutos seguintes, o Vovô reagiu e começou a contra atacar o adversário, mas errando no último passe, sem conseguir finalizar. O primeiro arremate alvinegro só aconteceu aos 25 minutos, uma pintura de Leandro Carvalho que abriu o placar depois de uma assistência igualmente talentosa de Ricardinho.

A equipe de Lisca se retraiu ainda mais e passou a jogar inteira atrás da linha do meio campo. A escuderia atleticana só conseguiu uma finalização mais incisiva aos 37 minutos, com Bergson, que chutou a esquerda de Éverson, livre de marcação e dentro de pequena área. Aos 44 minutos, Marcinho também cabeceou livre após cobrança de escanteio, mas mandou longe do gol.

O treinador Tiago Nunes fez duas trocas ainda no intervalo para deixar o seu time mais ofensivo. Saíram Marcelo Cirino e Bruno Guimarães para as entradas de Rony e Lucho González. Deram resultados e de forma imediata. Aos 12 minutos, o Furacão já fazia jus ao codinome aos estar a frente do placar por 2 a 1. Empatou com Marcinho num rebote, aos 8 minutos, e uma sobra na área encontrou Lucho livre de marcação para marcar o gol da virada.

O revés obrigou Lisca a também fazer alterações. Ele mexeu no trio de zagueiros, tirando Valdo e colocando o atacante Felipe Azevedo. Assim que entrou, aos 20 minutos, ele fez boa trama pelo lado esquerdo e deixou Brock de frente para o goleiro, mas o defensor finalizou mal e mandou para longe.

Azevedo que no lance seguinte de ataque alvinegro resolveu arriscar de fora da área depois de fintar o zagueiro. Obrigou o seu xará Felipe Alves fazer defesa difícil. Eram jogados 28 minutos. Antes da bola voltar a rolar, Wescley entrou no jogo para dar mais velocidade ao Vovô. Sofreu pênalti e Richardson desperdiçou aos 32 minutos. Cinco minutos depois a sobrou para o meia atacante que livre de marcação empatou para o Ceará.

Até o apito final do árbitro foi um jogo de lá e cá. O Atlético até marcou, mas foi um gol irregular de mão. Richardson também deixou passar nova chance num contra ataque ao receber livre de marcação e tirar demais do goleiro e ver a bola sair a esquerda. O fim decretou o quarto empate em quatro jogos disputados pelos dois times nesta temporada.

Atlético Paranaense
Felipe Alves, Diego, Wanderson, José Ivaldo, Márcio Azevedo, Camacho, Bruno Guimarães, Marcinho, Rossetto, Marcelo Cirino e Bergson. Técnico: Tiago Nunes.

Ceará
Éverson, Samuel Xavier, Thiago Alves, Eduardo Brock, Valdo, Felipe Jonatan, Juninho, Richardson, Ricardinho, Leandro Carvalho e Arthur. Técnico: Lisca.

Arbitragem
árbitro: Leandro Bizzio Marinho; Assistentes: Daniel Luis Marques e Daniel Paulo Ziolli, Quarto Árbitro: Fábio Rogério Baesterio

Torcida do Ceará comemora primeiro gol:
Loading...