SIGA NOSSOS CANAIS

Justiça autoriza a transferência de 21 líderes de facção do Ceará para um presídio federal


Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) fez o pedido para tentar isolar presos que comanda onda de ataques no Ceará

Mesmo presos, eles são acusados de comandarem de dentro das cadeias. (Foto: Evilázio Bezerra/ O POVO)
Vinte e um líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) serão transferidos nesta terça-feira, 8, do sistema penitenciário do Ceará para um presídio federal. Mesmo presos, eles são acusados de comandarem de dentro das cadeias a onda de ataques e atentados que toma conta das ruas do Ceará há sete dias. Por questão de segurança, O POVO opta por não divulgar o local para onde os criminosos irão. 

Uma ordem judicial, atendendo um pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), foi concedida em caráter de urgência, excepcionalidade e extrema necessidade. Além dos 21 integrantes do CV, mais 40 presos das facções GDE (20) e do PCC (20) serão retirados do Ceará para outras penitenciárias federais.