SIGA NOSSOS CANAIS

Prefeitura de Sobral iniciará campanha de combate aos mototaxistas piratas


Durante reunião com o chefe do gabinete do prefeito, David Duarte, nesta quinta-feira (24/01), o Sindicato dos Mototaxistas e Prefeitura de Sobral decidiram que a Secretaria de Obras, Mobilidade e Serviços Públicos iniciará, no mês de fevereiro, uma campanha de combate à circulação de mototaxistas piratas. A intenção é coibir, com mecanismos mais inteligentes de fiscalização, a atuação de mototáxis irregulares na cidade.

O foco principal é conscientizar a população sobre os riscos dos mototaxistas piratas, que apresentam maior perigo na condução de passageiros e também pelo fato de ser mais difícil a sua identificação. Outra ação da campanha será a divulgação dos valores da tabela de mototáxi, para evitar que os passageiros sejam lesados.

Durante reunião com o Sindicato, foi proposta a criação de um grupo de trabalho, composto pelo Sindicato dos Mototaxistas, Secretaria de Obras, Secretaria da Segurança e Cidadania e Polícias Civil e Militar. O objetivo desse grupo é traçar estratégias inteligentes para resolver o problema. A Prefeitura também montou uma estratégia para ocupar os pontos onde há maior presença dos clandestinos. Também está organizando os pontos de mototaxistas.

Atualmente há 4 pontos críticos: Praça do São Francisco, Margem Esquerda, rua Estanislau Frota (nas imediações da UFC) e na Santa Casa. "Estamos organizando por filas e adotado o sistema de rodízio entre os fiscais. O objetivo é evitar assédio aos passageiros nos pontos das topics", disse Saulo Passos, coordenador de mobilidade da Prefeitura de Sobral. Ele informa que os mototaxistas piratas que forem flagrados, terão que pagar multa no valor de 1.993,00 (500 Ufirs). Em caso de reincidência, além da multa terá a moto apreendida. No ano passado, 147 clandestinos foram autuados em blitz no município. Outros 43 tiveram suas motos apreendidas.

(Portal da Prefeitura de Sobral)