SIGA NOSSOS CANAIS

CARTA DO MOVIMENTO ESTUDANTIL EM DEFESA DA UVA


Nós do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, em nome do movimento estudantil desta Instituição de Ensino Superior, vimos por meio desta, denunciar o descaso do Governo do Estado do Ceará para com a nossa Universidade. 

É notória a estrutura precária da UVA, com frequentes quedas de energia, explosões na rede elétrica, salas alagadas em períodos chuvosos, falta de salas para realização de aulas e grupos de estudo, dentre outros inúmeros problemas nos prédios da UVA. 

 Já não bastasse a dificuldade de locomoção de nossas cidades interioranas até Sobral, nós também temos que enfrentar diariamente os efeitos do sucateamento do ensino público superior por via do Governo do Estado, esses efeitos se dão por falta de verba para manutenção da Universidade. 

A UVA é pioneira e referência no ensino superior do Estado e fundamental para a região norte do Ceará, no entanto somos a Universidade Estadual que recebe o menor repasse de verbas por via do Estado, não somente em números absolutos, pois devemos levar em consideração o tamanho das demais Universidades Estaduais, mas em números relativos, onde 93% (75.880.987,98 em reais) dos recursos financeiros destinados à UVA são apenas para pagamentos de salário para funcionários e professores, restando apenas 7% (6.018.149,70 em reais) para custear a manutenção da nossa universidade, sendo esse, os dados do ano de 2018, esse valor é totalmente inadequado para uma universidade que abarca mais de 9000 estudantes.

 Nós, Movimento Estudantil da UVA, apresentamos nossa total revolta contra o estado em que a UVA se encontra, pois o sucateamento do ensino superior vem a refletir em diversas áreas de atuação profissional, já que a UVA é referência na formação de diversos profissionais no Estado do Ceará.

 E em resposta ao sucateamento da nossa universidade declaramos um calendário de lutas e resistência à situação precária que nós estudantes enfrentamos diariamente nesta IES, esse calendário só terá fim quando conquistarmos nossos objetivos, que se resumem, em primeiro plano, em um aumento do repasse de verba para nossa Universidade que seja o suficiente para resolver todos os problemas de manutenção, reduzir o valor da refeição no Restaurante Universitário e suprir toda a demanda de aulas de campo, além de um concurso público com o intuito de suprir a extrema carência de professores na UVA. 

Em via disso, solicitamos uma resposta do Governo do Estado para nossa situação precária, e afirmamos que nós do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UVA e Centros Acadêmicos (CAs) estamos dispostos a dialogar diretamente com o governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, e até conquistarmos uma educação pública, gratuita e de qualidade, nós não contentaremos.