SIGA NOSSOS CANAIS

Romário Araújo vai responder por crime de estelionato


O Delegado Municipal de Sobral, bacharel Márcio Luiz, indiciou o vereador Romário Araújo por crime de Estelionato (Artigo 171 do CPB). Romário se envolveu em suposta “venda de emprego”, conforme depoimento prestadas por dezenas de pessoas que compareceram à Delegacia de Polícia Civil de Sobral, para denunciar que foram procuradas por pessoas ligadas ao vereador de Sobral, pedindo dinheiro em troca de um emprego.

No depoimento prestado ao delegado o denunciado revelou que chegou a envolver o próprio pai no esquema quando forneceu o número da conta bancária para depósito de dinheiro. 

Romário se recusou a fornecer detalhes de como o dinheiro foi parar em diversas contas se resguardando no direito de falar apenas em juízo. Romário disse ainda que, em um evento, na Capital cearense foi procurado por uma pessoa de nome “Paula”, que se apresentou como integrante da equipe do Governo do Estado, mas não se recorda de quem se trata. Paula teria oferecido oportunidades de empregos através de curso de qualificação, mas isso teria um custo. Pessoas que teriam pago a taxa exigida dizem que foram lesadas e que a vaga de emprego não surgiu. 

O depoimento do vereador foi juntado aos demais depoimentos das supostas vítimas, e encaminhado a Justiça, sendo indiciado como crime de estelionato, artigo 171 do CPB. Pena: reclusão, de 01 a 05 anos, e multa. Ação penal: pública incondicionada.

Fonte: Wilson Gomes