SIGA NOSSOS CANAIS

SÃO BENEDITO, TIANGUÁ E UBAJARA RECEBEM VISITA DA MINISTRA DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO


A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) visitou na manhã da sexta-feira (15), no município de São Benedito (CE), a fazenda Reijers, maior exportadora de rosas do país, que se destaca pelo uso do controle biológico na produção, com práticas que causam baixo impacto ambiental. Em viagem ao Nordeste, Tereza Cristina disse em entrevista, quando chegou à cidade, que o governo deve criar uma política específica com projetos detalhados para a região.

A ministra foi recebida, logo ao chegar, por representantes do grupo de mulheres camponesas Margaridas e prometeu reunir-se com elas, em agosto, em Brasília, quando terão um evento na capital federal.

Da produção da Reijers, duas toneladas de flores por dia, basicamente, abastecem o mercado interno. Com mais de 30 anos de atuação na produção de flores, a Rosas Reijers oferece mais de 50 variedades de rosas, além de outros tipos de flores de corte como alstroemerias, boca de leão, gipsofila, lírios, gérberas, além de flores em vaso.

Ubajara 

Em Ubajara, a Ministra visitou a maior unidade do mundo de produção e processamento de acerola orgânica e biodinâmica (que inclui conhecimentos químicos, geológicos e astronômicos), da Amway Nutrilite. 



A empresa Amway é fabricante de vitamina C liofilizada, resultante de processo de desidratação para manutenção do sabor e dos nutrientes da fruta. Além dos métodos orgânicos de cultivo, são utilizados sistemas de irrigação em pivô central, de gotejamento, aspersão e micro aspersão e gestão do uso da água para preservar açudes. Uma das curiosidades na propriedade é uma colheitadeira de azeitonas adaptada para uso da colheita de acerola.

Tianguá

Em Tianguá, a Ministra fez uma visita técnica a Granja Emape, produtora de aves e de 500 mil ovos por dia. A unidade conta com distribuição automática de ração e coleta por esteira de ovos e resíduos. O sistema faz também a transferência dos ovos até o entreposto, onde são classificados e embalados automaticamente.


Tereza Cristina explica que o objetivo da viagem é "verificar onde é preciso apoio". "Onde há casos de sucesso, o que é que nós podemos implementar mais, quais os gargalos, enfim, onde é que a gente precisar trabalhar para que as políticas públicas cheguem principalmente ao pequeno produtor.".