SIGA NOSSOS CANAIS

Universitária é encontrada morta com marcas de agressão em Pedra Branca

Danielle Oliveira desapareceu na noite de ontem e foi encontrada morta na manhã desta quinta-feira pelo irmão.

Uma jovem de 20 anos, desaparecida desde a noite de quarta-feira (24), foi encontrada morta nesta quinta (25), no município de Pedra Branca. O corpo da vítima, a universitária Danielle Oliveira Silva, foi achado por volta das 8h, despido e com um ferimento no olho esquerdo, em um sítio vizinho ao da família da jovem, na localidade de São Gonçalo, a 15 km da cidade. As informações são de uma amiga da universitária, que preferiu não se identificar. 

Segundo a Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o caso está sendo investigado pela Polícia Civil, mas, até o momento, não há suspeitos do crime. O órgão deve divulgar mais informações nesta quinta, por meio de nota. 

A amiga da universitária relatou que Danielle foi vista pela última vez na noite de quarta, após ajudar o pai no negócio de produção de queijos que a família mantinha. Ao sair para ir à cidade, o pai da vítima deixou a jovem sozinha e, ao retornar, encontrou a casa vazia e a moto da filha. “Os queijos nem tinham sido cobertos. Talvez alguém, que conhecia os horários dela, passou por lá e a levou”, suspeita a amiga de jovem.

Conforme ela, o corpo foi encontrado pelo irmão de Daniele, que morava com a universitária e os pais no sítio da família. A jovem também tinha um namorado, que, de acordo com a amiga, está ajudando nas investigações. “O pai está muito arrasado. Era só ela e o irmão, que moravam com eles. É uma dor sem explicação para a família. A cidade toda parou hoje”, afirmou. Ainda não há previsão do horário do velório e do enterro. 

Filha de produtores rurais 

Danielle era filha de pequenos produtores rurais de queijo e cursava faculdade de Administração. A jovem também era dona de uma pequena loja na cidade.

(Diário do Nordeste)