SIGA NOSSOS CANAIS

Novas normas devem tornar a obtenção da carteira de motorista mais barata


Mudanças nas regras para obtenção da carteira de motorista promete reduzir o preço desembolsado pelos candidatos e o tempo de preparação antes do temido exame de direção. As novas normas, que entram em vigor em 90 dias, foram definidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e têm como objetivo, segundo o Ministério da Infraestrutura, desburocratizar o processo para os candidatos à carteira nacional de habilitação (CNH).

As principais alterações são o fim da obrigatoriedade do simulador de direção e a redução em 20% da carga horária mínima para a categoria mais comum, a B, que permite conduzir veículos de até oito lugares. As medidas dividem opiniões entre responsáveis por autoescolas, mas a previsão é de que o preço caia para os futuros condutores. O titular da pasta da Infraestrutura e presidente do Contran, ministro Tarcísio Gomes de Freitas, estima uma redução de até 15%.

Vejam as mudanças anunciadas pelo Contran

Simuladores de Trânsito

Como era: Candidatos deveriam fazer no mínimo cinco horas de preparação no simulador

Como fica: O uso do simulador de direção antes das aulas práticas de rua passa a ser facultativo

Carga Horária (Categoria B)

Como era: Exigência do mínimo de 25 horas de aulas práticas

Como fica: A carga horária total mínima foi reduzida em 20%, para 20 horas

Aulas Noturnas (Categoria B)

Como era: Exigência mínima de cinco horas de aulas noturnas

Como fica: A carga horária mínima cai em 80%, para uma hora

Ciclomotores (até 50 cilindradas)

Como era: A carga horária de aulas era de 20 horas

Como fica: O mínimo exigido foi reduzido em 50%, para 10 horas

Fonte: G1 Ceará