SIGA NOSSOS CANAIS

Duas cearenses morrem em acidente com embarcação em Alagoas


Duas cearenses morreram em um acidente com uma embarcação na Praia de Maragogi, Litoral Norte de Alagoas, na manhã deste sábado (27). As informações foram confirmadas pelo Portal G1.
De acordo com os Corpo de Bombeiros, as vítimas foram identificadas como Maria de Fátima Façanha da Silva, de 65 anos, e Lucimar Gomes da Silva, de 69 anos.
Cerca de 60 pessoas estavam dentro do barco, entre elas dois palestrantes e seis tripulantes do receptivo da empresa.
Tarcísio Gomes da Silva, proprietário da Simbora Vip Tour, empresa cearense responsável pela excursão, rebate a informação repassada pelo Corpo de Bombeiros de Alagoas de que o catamarã teria colidido com pedras antes de virar. "Foi tudo muito rápido. Estava todo mundo feliz. De repente, começou a entrar água no barco. Até agora estou me perguntando como isso aconteceu", contou ele, que é filho de uma das vítimas.
Ele garantiu que não foi disponibilizado o equipamento de segurança para nenhum integrante pela empresa Maragales, empresa que responde pela Tô à Toa.
"Poderia ter sido muito pior, uma tragédia maior. Tinham seis crianças, quatro pessoas que não sabiam nadar. Foi Deus", disse, emocionado. "A gente tentou salvar as crianças e as quatro pessoas que não sabiam nadar. Quando o socorro chegou, colocamos os coletes. Quando contamos as pessoas, vimos que minha mãe  e dona Fátima não estavam. Elas morreram afogadas".
Por nota, a prefeitura de Maragogi informou que o acidente aconteceu em área onde não era permitida a visitação e que o proprietário da embarcação havia sido autuado por passeios clandestinos realizados. Também por nota, a Associação dos Proprietários de Catamarãs de Maragogi acrescenta que a embarcação envolvida no acidente não possui autorização para o transporte de passageiros com destino às piscinas naturais. 
Diário do Nordeste