SIGA NOSSOS CANAIS

Câmara aprova projeto de lei que define crimes de abuso de autoridade


Entre a lista de ações consideradas abuso de autoridade, estão: obter provas por meios ilícitos; executar mandado de busca e apreensão em imóvel, mobilizando veículos, pessoal ou armamento de forma ostensiva, para expor o investigado a vexame

Está em debate, no momento, destaque do PSL que pretende excluir dispositivo no qual são listados efeitos da condenação e perda do cargo, do mandato ou da função pública
 

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 7596/17, do Senado, que define os crimes de abuso de autoridade, cometidos por servidores públicos e membros dos três poderes da República, do Ministério Público, dos tribunais e conselhos de contas e das Forças Armadas. A proposta foi aprovada em votação simbólica.

Está em debate, no momento, destaque do PSL que pretende excluir dispositivo no qual são listados efeitos da condenação, como indenização por dano, inabilitação para o exercício de cargo, mandato ou função pública por 1 a 5 anos; e perda do cargo, do mandato ou da função pública.

Lista de ações

A proposta lista 37 ações que poderão ser consideradas abuso de autoridade, quando praticadas com a finalidade específica de prejudicar alguém ou beneficiar a si mesmo ou a terceiro. Entre elas, obter provas por meios ilícitos; executar mandado de busca e apreensão em imóvel, mobilizando veículos, pessoal ou armamento de forma ostensiva, para expor o investigado a vexame; impedir encontro reservado entre um preso e seu advogado; e decretar a condução coercitiva de testemunha ou investigado sem intimação prévia de comparecimento ao juízo.