SIGA NOSSOS CANAIS

Primeiro bebê do ano nascido na Santa Casa de Misericórdia de Sobral em 2020 é homem


Parto foi normal e tranquilo. Maternidade do Hospital, que abre suas portas para gestantes de 55 municípios da região Norte do Estado do Ceará, realizou 5.581 partos no ano de 2019.
O pequeno Bruno Henrique esperou o relógio marcar a chegada do novo ano para manifestar sua vontade de vir ao mundo. A dona de casa Camila Costa, 24, estava em casa quando pouco depois de meia noite começou a sentir as dores que alertavam sobre o momento mais aguardado dos últimos nove meses: o nascimento do filho. Moradora do Distrito de Jordão na cidade de Sobral, Camila se dirigiu ao posto de saúde local. Encaminhada para o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS) ainda na madrugada, deu as boas-vindas ao filho às 9h37 do dia 1° de janeiro de 2020.

Alegria e emoção marcaram a chegada, por meio de parto normal, do primeiro filho de Camila: “Eu estava esperando que ele nascesse somente depois do dia 07 de janeiro. Foi uma surpresa agradável ele ter chegado logo no primeiro dia do ano. O importante é que deu tudo certo. Ao ser encaminhada para a Maternidade da Santa Casa, recebi um ótimo acolhimento e assistência da parte de toda equipe que colaborou para o nascimento do meu filho”, ressalta a mãe de Bruno Henrique. 

Apesar dos enjoos no início da gestação, a jovem teve uma gravidez tranquila. “Ocorreu com tanta paz que até minha mãe, que estava acompanhando o momento do parto, ajudou a cortar o cordão umbilical. Foi realmente um momento lindo de marcar e guardar para sempre”, enfatiza Camila. 
Assistência de qualidade

De acordo com Gelton Fonteles, um dos membros da equipe multiprofissional responsável pelo parto, a importância e emoção de poder demonstrar o trabalho humanizado que vem acontecendo no Centro de Parto Normal (CPN) da SCMS marcou o nascimento de Bruno Henrique. “A evolução foi tranquila, veio naturalmente, sem forçar; somente com as devidas orientações. E tudo aconteceu no CPN do Hospital, onde inicialmente colocamos Camila para fazer alguns exercícios no cavalinho obstétrico e na bola de pilates, por exemplo, colaborando para o parto tranquilo da maneira que foi”, explica Gelton.

Maternidade Sant’Ana

A Maternidade Sant’Ana da SCMS é referência para gestações de alto risco na macrorregião de Sobral, abrindo suas portas para gestantes de 55 municípios. Em 2019 realizou 5.581 partos.
O Serviço é composto por 53 leitos, sendo 15 destinados à gestantes de alto risco, cinco no Centro de Parto Normal-CPN e 33 leitos de alojamento conjunto. Além disso, possui 15 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal, 15 no berçário na Unidade de Cuidado Intermediário Convencional (UCINCo) e sete na Unidade de Cuidado Intermediário Convencional Canguru (UCINCa) . Possui também um posto de coleta de leite humano vinculado ao Banco de leite Materno do HRN (Hospital Regional Norte), e 18 leitos na Casa da Mamãe, destinados às mães que recebem alta e seus bebês permanecem internados.

O Centro de Parto Normal-CPN

Inaugurado em maio de 2018, o Centro de Parto Normal (CPN) da SCMS dispõe de cinco quartos PPP (pré-parto, parto e pós-parto) equipados com berços, camas de parto, bola de pilates, cavalinho obstétrico, cadeira de parto vertical, cadeira de acompanhante e material de atendimento ao recém-nascido. Os quartos respeitam a privacidade e são adequados ao parto: limpos, organizados, amplos e climatizados, onde a gestante pode vivenciar o momento do parto com respeito e dignidade. Todos possuem ar-condicionado (conforto técnico), cores claras (conforto visual), e som ambiente (conforto auditivo).

Um dos quartos possui banheira de hidromassagem, que possibilita a realização de um parto humanizado dentro da água, no caso de gestantes de baixo risco. O procedimento se dá por meio de preparação da paciente pela equipe multiprofissional de enfermeiros obstetras, técnicos de enfermagem, obstetra e pediatra que o CPN disponibiliza 24 horas por dia, além de médicos e enfermeiros residentes. Os serviços são ofertados de forma gratuita pelo SUS (Sistema Único de Saúde).