28 de jul. de 2021

Adolescentes de 12 a 17 anos serão vacinados contra a Covid-19 até o início de setembro


Adolescentes de 12 a 17 anos começarão a ser vacinados contra a Covid-19 no Brasil após toda a população de 18 anos ou mais ser imunizada com pelo menos uma dose (D1). Os menores de idade com comorbidades terão prioridade no esquema nacional.

A informação consta em um documento assinado nessa terça-feira (27) pelo Ministério da Saúde, pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). 

Segundo previsão do presidente do Conass, Carlos Lula, a D1 deve ser aplicada em todos os brasileiros adultos entre o final do mês de agosto e o início de setembro.

Até que essa etapa da vacinação seja concluída, o comunicado alerta que estados e municípios devem seguir com rigor as atuais definições técnicas do Programa Nacional de Imunizações (PNI), "sob pena de responsabilidade futura". 

PÚBLICO ANTECIPADO

Contudo, no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza, pelo menos 200 adolescentes institucionalizados foram vacinados com o imunizante da Pfizer até a última sexta-feira (23), como mostrado pelo Diário do Nordeste. O Ministério Público do Ceará (MPCE) investiga o caso. 

A gestão municipal justificou que a estratégia atendeu um apelo de entidades e movimentos sociais. A Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), no entanto, negou que a ação tenha sido pactuada com a Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB).

No último mês de julho, a Sesa chegou a pedir ao governo federal a inclusão imediata de adolescentes entre 12 e 17 anos de idade, com comorbidades ou deficiências físicas, no grupo de pessoas com prioridade. A Pasta não divulgou o resultado da solicitação.

INTERVALO

O documento dessa terça-feira determina ainda que seja analisada "a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose" depois que a população adulta receber a D1.

Conforme o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a antecipação da D2 irá ocorrer com a vacina da Pfizer, cujo intervalo pode ser de 21 dias.

"O grupo técnico do PNI opinou por fazer um espaço mais alargado naquele primeiro momento porque queríamos avançar na primeira dose, mas como as vacinas da Pfizer estão chegando agora em um volume maior, é possível mudar essa estratégia", disse em entrevista à Globo News. 

Macrorregião de Sobral tem os melhores indicadores da Covid no CE, com 40% do território em baixo risco de transmissão


Das cinco macrorregiões de Saúde (Cariri, Sobral, Sertão Central, Fortaleza e Litoral Leste/Jaguaribe) do Ceará, a de Sobral, ou região Norte, é a que apresenta os melhores indicadores em relação à pandemia da Covid-19.

A região é composta por 56 municípios e, deste universo, 41% está na classificação de nível 1 ou 2 para risco de transmissão do vírus – a escala vai até o nível 4. 

Dentre os doze municípios cearenses atualmente classificados no risco mais baixo de transmissão (nível 1 ou 'novo normal'), sete estão na região Norte: Ararendá, Barroquinha, Chaval, Coreaú, Itarema, Meruoca, Monsenhor Tabosa. Na classificação moderada (nível 2), a região responde por 18 dos 40 municípios do Estado, quase a metade. 

RISCO NÍVEL 2 (MODERADO): Varjota, Tamboril, Quiterianópolis, Poranga, Irauçuba, Marco, Massapê, Moraújo, Mucambo, Frecheirinha, Granja, Guaraciaba do Norte, Crateús, Camocim, Alcântaras, Acaraú, Tianguá, Ubajara

Já na classificação de nível 3 (alto), das 56 cidades que compõe a região Norte, 21 estão nesta faixa e, no nível máximo (altíssimo), são apenas 10 cidades. 

RISCO NÍVEL 3 (ALTO): Bela Cruz, Cariré, Croatá, Cruz, Hidrolândia, Ibiapina, Independência, Ipu, Ipueiras, Jijoca de Jericoacoara, Martinópole, Morrinhos, Novo Oriente, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Santa Quitéria, São Benedito, Senador Sá, Tianguá, Ubajara 

RISCO NÍVEL 4 (ALTÍSSIMO): Bela Cruz, Cariré, Croatá, Cruz, Hidrolândia, Ibiapina, Independência, Ipu, Ipueiras, Jijoca de Jericoacoara, Martinópole, Morrinhos, Novo Oriente, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Santa Quitéria, São Benedito, Senador Sá, Tianguá, Ubajara 

Atualmente, a taxa de letalidade por Covid-19 na região Norte é de 0,9%, inferior à média estadual (1,9%). O percentual de ocupação dos leitos Covid na macrorregião (54,3%) também está abaixo da taxa do Estado, que é de 54,8%. 

Já a taxa de positividade está acima da média geral: 36,6% contra 19,9%. No entanto, este indicador aparece com tendência decrescente. Os dados são do IntegraSus, plataforma oficial da Secretaria da Saúde (Sesa) do Estado. 

A acentuada melhora da região contrasta com dois momentos vividos durante a pandemia. Na primeira onda, em 2020, a região Norte, capitaneada por Sobral – maior e mais importante município da região – chegou a ser o epicentro da pandemia. 

Neste ano, ao longo do pico da segunda onda, a região novamente viu os casos dispararem em profusão, o que obrigou gestores a adotarem medidas rígidas. Em Meruoca, por exemplo, a Prefeitura decretou lockdown em março, ainda que o decreto Estadual não previsse tal endurecimento.

À época, a decisão rigorosa foi apoiada nos altos índices de infecção e pelo estrangulamento do sistema de saúde. Em entrevista ao Diário do Nordeste, a secretária da Saúde, Jesilene Duarte, classificara o momento como "assustador".

Passados quatro meses, o cenário se inverteu. As medidas de segurança – como o isolamento restritivo – e o avanço da vacinação fizeram com o que o Município saísse de uma nuvem turva para um ambiente mais tranquilo. Hoje, Meruoca é uma das 12 cidades com o risco mais baixo de transmissão da Covid-19. 

A infectologista e professora da Universidade Federal do Ceará (UFC), Mônica Façanha, sugere que quando uma determinada população passa por "um momento mais sério, a tendência que é estas pessoas se protejam mais" e isso acaba refletindo em uma melhora do cenário pandêmico. 

"Junto isso [à postura mais cometida] com a vacinação e talvez possamos explicar o avanço no cenário", detalha. Jesilene Duarte corrobora com a análise e credita, na imunização, a grande responsável pela melhoria do cenário em Meruoca.

Ela, no entanto, reforça que o lockdown precoce, aplicado antes das demais cidades, teve fundamental contribuição. 

"Meruoca se antecipou na determinação do isolamento rígido aumentamos o número de profissionais dentro dos hospitais e na atenção básica; fizemos barreiras sanitárias e intensificamos a orientação e fiscalização à população. Depois, chegaram as vacinas. Todos esses fatores foram importantes.", disse JESILENE DUARTE, Secretária da Saúde de Meruoca

Com esse avanço, foi possível zerar o número de pacientes internados no hospital. "Temos 14 leitos e todos eles estão desocupados desde o início de julho. Não temos também pacientes nossos em nenhum outro município", detalha Jesilene.

VACINAÇÃO ACELERADA

Em Coreaú, outra cidade atualmente classificada no nível 1 para transmissão do vírus SARS-Cov-2, a Coordenadora de Vigilância em Saúde, Juliana Pelucio, também atribui a melhora "ao avanço da vacinação".

Segundo a representante, com as quase mil doses que foram enviadas numa remessa superestimada para imunização dos Quilombolas, o Município conseguiu dar um salto na vacinação.

"Recebemos mais de mil doses, quando, na verdade temos menos de 30 quilombolas. Após autorização da Secretaria da Saúde do Estado, aplicamos essas doses extras na população. Foi um impulso a mais", avalia. 

A melhora é notada nos corredores do hospital de Coreaú. Dos 12 leitos de enfermaria dedicados a pacientes com Covid-19, nenhum deles está ocupado. A ala, até então exclusiva, já começa a ser reduzida. Contudo, apesar do atual bom momento, Juliana se mostra preocupada com "a postura de parte da população" e a chegada da nova variante.

"Não é hora de descuidar. Já notamos que muitas pessoas voltaram a sair nos fins de semana para bares e balneários. Sem a devida manutenção dos cuidados e somado à nova variante [Delta] podemos ter uma terceira onda, por isso é importante todos colaborarem.", disse JULIANA PELUCIO~, Coordenadora de Vigilância em Saúde de Coreaú

Diferente de Coreaú, a população de Meruoca, na avaliação da secretária da Saúde, "teve bastante adesão às medidas sanitárias. Isso foi uma grande ajuda". No entanto, o mesmo estado de alerta reforçado por Juliana Pelucio, é destacado pela secretária da Saúde de Meruoca.

"O avanço nos deixa feliz e orgulhosos, mas não podemos relaxar. A [variante] Delta pode trazer graves consequências se não mantermos os cuidados", conclui. 

TESTAGEM EM MASSA

A coordenadora da atenção primária de Itarema, Luíza Fernanda Araújo Monteiro, diz que o bom cenário de hoje é fruto das ações iniciadas ainda no fim do ano passado. Segundo ela, o grande "trunfo" foi apostar em uma testagem em massa. "Ainda em 2020 aposta na testagem em massa para identificar os infectados e criar barreiras de transmissão. Acredito essa ter sido uma importante estratégia", pontua.

Paralelo à testagem, Luíza destaca o investimento na educação e conscientização da população, as barreiras sanitárias e a vacinação como tripé que ajudaram, ao lado da testagem em massa, "reduzir os casos de infecção e óbitos".

Atualmente, não há nenhum paciente internado com infecção ou suspeita de Covid-19. O Município dispõe de 35 leitos. Contudo, ela destaca que "toda a estrutura que foi montada no Município permanecerá de pé" mesmo com a queda atual nos casos. A justificativa, conforme explica, é "a possibilidade de uma terceira onda".

"Estudo mostram que isso [terceira onda] não está descartada. Então, caso tenhamos um novo aumento, a nossa estrutura já estará pronta e não perdermos um valioso tempo remontando tudo de novo.", disse LUÍZA FERNANDA ARAÚJO MONTEIRO, Coordenadora atenção primária de Itarema

Essa preocupação e estado de alerta se apoiam também no relaxamento por parte da população. Luíza critica a postura adotada "por muitos moradores" ao deixarem os cuidados não farmacológicos  – com o distanciamento social – de lado. "Tem sido uma grande dificuldade", completa. 

Por ser uma cidade turística, o fluxo de pessoas está crescendo a medida em que a atividade econômica é retomada. "Por isso nosso trabalhou não cessou. Além da vacinação, seguimos com as orientações à população e a fiscalização", conclui a coordenadora.

DADOS DA PANDEMIA NA REGIÃO NORTE

A macrorregião Norte, também chamada de Superintendência de Saúde de Sobral, engloba 56 municípios. Até agora, esse contingente responde por 174.503 dos 916.008 casos de infecções registrados no Ceará. A pandemia já fez 3.484 mortes na região.

As três cidades com maiores números de contaminados são, respectivamente, Sobral (27.134), Crateús (12.583) e Tianguá (9.524). Já os três municípios com maior incidência por 100 mil habitantes são Moraújo (22.054,1), Frecheirinha (21.212,3) e Reriutaba (17.619,4)

DJ Ivis é indiciado por ameaça, injúria e lesão corporal


O inquérito policial que investiga as agressões do cantor Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, contra a sua ex-esposa Pamella Holanda, foi concluído pela Delegacia Metropolitana de Eusébio e remetido ao Poder Judiciário do Ceará no último dia 22. As investigações haviam iniciado no dia três deste mês, após a vítima prestar Boletim de Ocorrência contra o músico, que foi preso preventivamente no dia 14, depois da divulgação dos vídeos em que ele aparece espancando Holanda com socos, chutes e puxões de cabelo.

Com a conclusão das investigações, Ivis foi indiciado pelos crimes de lesão corporal, ameaça e injúria no âmbito da violência doméstica. No caso da primeira infração, a pena pode variar de três meses a um ano de detenção. Em relação à segunda e à terceira, a legislação fixa detenção de um a seis meses ou multa.

Em nota enviada ao O POVO, a defesa de Ivis afirma que “não há cabimento para a prisão” do músico e informa que um novo pedido de revogação foi apresentado à Justiça com base no inquérito da Polícia Civil. Segundo o texto, os crimes apontados no relatório final das investigações não preveem pena em regime fechado.

“Não houve tentativa de homicídio em relação à sua ex-companheira, como a mesma havia denunciado. Iverson foi indiciado por Lesão Corporal no âmbito familiar (Art. 129, §9º), Injúria (art. 140) e Ameaça (art. 147). Pela legislação penal tais crimes são apenados com pena de detenção e não de reclusão. Por esta e outras razões, não há cabimento para a manutenção da prisão preventiva. A rigor, sequer havia fundamento para a sua decretação. Em nenhum momento Iverson descumpriu as medidas protetivas e apresentou risco ao andamento do processo criminal. Por tal razão, a Defesa requereu a revogação da prisão preventiva para que o mesmo responda o processo em liberdade, conforme prevê a legislação”, diz trecho da nota.

A defesa ainda afirma que o DJ “tem consciência da gravidade dos seus erros e que nada justifica as agressões” praticadas contra Pamella. Diz ainda que o músico “não quer mais conflitos e está disposto, na medida do possível, a reparar os danos''. Além do processo originado na Delegacia de Eusébio, o músico também responde a um outro inquérito instaurado pela Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza.

Bolsonaro confirma que visita Ceará na sexta-feira, 13 de agosto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) virá ao Ceará no dia 13 de agosto, uma sexta-feira. O motivo da visita é a entrega de 1,8 mil residências populares do programa Casa Verde e Amarela. A viagem será para os municípios de Crato e Juazeiro do Norte, no Cariri cearense.

Durante o anúncio, ele estava ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que parabenizou a gestão do presidente.

“Seu governo está entregando quase 1 milhão de residências em dois anos e meio. Isso é um ato que precisa ser comemorado e mostra o compromisso do presidente com o que precisa resolver”, defendeu.

No fim de junho, o chefe do Executivo federal cancelou uma passagem que faria em Juazeiro do Norte, pousando com o avião da comitiva presidencial no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes (homenagem ao industrial e irmão do ex-governador Adauto Bezerra) para chegar ao município paraibano de Cajazeiras. Com a mudança de planos, ele seguiu direto para Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Uma visita mais extensa ocorreu no início do ano, quando o presidente e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, vieram ao Estado para fazer a retomada de três obras inacabadas em estradas federais. A viagem, no entanto, causou aglomerações e foi acompanhada de perto pelo Ministério Público Federal (MPF).

27 de jul. de 2021

Mulher é encontrada morta em matagal na localidade de Saco, zona rural de Granja

Um corpo de uma mulher foi encontrado, na tarde dessa terça-feira(27), próximo à CE 085 entre a cidade de Granja e o distrito de Parazinho, na localidade de Saco, em um matagal numa cidade vicinal. Ainda não se sabe a identificação nem a razão da morte, pois infelizmente ela está em estado muito avançado de decomposição.

Latino promete repassar lucros de música a Pamella Holanda, ex-mulher de DJ Ivis

Parte dos lucros obtidos pelo cantor Latino com a música "Exxxquece", gravada inicialmente em parceria com o DJ Ivis, serão repassados a Pamella Holanda, ex-esposa do produtor musical que sofreu violência doméstica em Fortaleza.

Latino revelou sua decisão neste domingo (25) ao apresentador Celso Portiolli, durante participação no programa Domingo Legal, do SBT.

Logo após cantar a música no programa, Latino explicou que o gesto visa ajudar no sustento do filho de Pamella.

"Para ela tentar se reerguer. É uma atitude que nós tivemos para poder colaborar com a situação dela, uma mulher indefesa, em um momento delicado. Decidimos ceder para ela o percentual que seria do DJ Ivis, ela passa a ser sócia da música", revelou o cantor no programa. 

CLIPE CANCELADO

Após o caso vir à tona, no início deste mês, Latino havia anunciado o cancelamento de um clipe já gravado com o DJ Ivis. 

"Já tínhamos todo o planejamento de lançamento determinado, já tínhamos gravado o clipe inclusive com a presença dele", afirmou.

"Em resposta a essas agressões, estamos absorvendo todo o prejuízo de ter gravado essa música e clipe com a presença dele. O prejuízo foi grande, mas infinitamente menor do que o dessa moça tão nova e com uma neném tão linda", disse na ocasião.

DJ IVIS CONTINUA PRESO

Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, continua preso na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, na Grande Fortaleza. No dia 17 de julho, um pedido de urgência de liberdade da defesa do cantor foi negado pelo Poder Judiciário do Ceará. 

Bolsonaro: ‘Gás poderia ser vendido a R$ 60 ou R$ 70’


O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (26), que o preço do botijão de gás para o consumidor final deveria ser de no máximo R$ 70 e novamente culpou tributos estaduais pelo valor elevado de produtos essenciais.

Bolsonaro voltou a citar o valor do frete, o ICMS dos estados e a margem de lucro dos vendedores para justificar o alto custo do gás.

– O preço médio de um botijão de 13 quilos lá onde ele é engarrafado é R$ 45. Imposto federal: zero. Então chega a 100, 110 como? Basicamente, é o ICMS, mais o preço do transporte e a margem de lucro – afirmou.

Bolsonaro afirmou que vai vetar qualquer aumento de impostos no texto final da reforma tributária e responsabilizou o Congresso por eventuais medidas de expansão da cobrança de impostos.

– O que eu já falei: nós não vamos admitir aumento de carga tributária. Se aumentar alguma coisa, eu veto aquilo que começou comigo mesmo – disse.

Bolsonaro admite que fundo eleitoral pode ser de R$ 4 bi: "Espero não apanhar como sempre"


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (26/7) que deverá sancionar o fundo eleitoral em R$ 4 bilhões e retirar apenas o "excesso". A declaração foi feita a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. O mandatário justificou que vetará apenas o valor extra de R$ 2 bilhões e citou que pode incorrer em crime de responsabilidade se vetar o restante. Ele disse ainda esperar não ser atacado pela sanção e ironizou que se os eleitores reclamarem muito poderão escolher entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Ciro Gomes no segundo turno das eleições de 2022.

"Deixar claro uma coisa: vai ser vetado o excesso do que a lei garante, tá? A lei garante quase R$ 4 bilhões de fundo. O extra de R$ 2 bilhões vai ser vetado. Se eu vetar o que está na lei, estou em curso crime de responsabilidade. Espero não apanhar do pessoal como sempre. Porque se o pessoal começar a bater muito, vão escolher para segundo turno Lula ou Ciro. A crítica é válida quando ela tem fundamento, pessoal. É igual leite condensado. Parte da direita bateu tanto em mim que eu falei: 'Pô, pelo amor de Deus, será que estou consumindo tanto leite condensado assim?'", reclamou.

A aprovação no Congresso Nacional da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022 aumentou os recursos para o Fundo Eleitoral do ano que vem de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões. Fica a cargo do presidente decidir se veta ou não a lei. Bolsonaro disse na semana passada que deveria vetar o fundo. Porém, destacou que a palavra final é do Congresso, que poderá manter ou derrubar o veto.

Na última terça, o vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou ao Correio que o presidente armava um acordão para dobrar o valor do fundo eleitoral, de R$ 1,7 bilhão para R$ 4 bilhões, com reajuste acima da inflação.

Bolsonaro também sugeriu que a correção deveria ter sido feito pela inflação. "No ano retrasado, eu sancionei algo parecido, mas levando-se em conta a inflação do período. Eu não tinha como vetar. Alguns queriam que eu vetasse mesmo assim. Se eu vetar, eu incurso no artigo 85 da Constituição, que fala dos crimes de responsabilidade".

Venda de cloroquina subiu 47% em 2020; de azitromicina, 105%


Tidos como ineficazes contra a Covid-19, remédios propagados como “coringas” para combater a doença causada pelo novo coronavírus ganharam as farmacinhas caseiras do brasileiro e explodiram em vendas no primeiro ano da pandemia.

Medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina venderam muito além do normal no ano passado. Os dados foram consolidados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A alta, porém, começou há seis anos (veja lista abaixo).

A comercialização de cloroquina, por exemplo, subiu 47%. Passou de 1.553.878 embalagens vendidas em 2019, para 2.296.693, no ano passado.

No caso da azitromicina, o aumento foi de 105% no mesmo período: de 28.153.437 para 57.861.866 entre 2019 e o ano passado.

Apesar da arrancada causada pela pandemia, a alta na venda desses medicamentos é constante desde 2015. No caso da cloroquina, em cinco anos, houve crescimento de 130,7%, por exemplo.

Esse volume não leva em consideração os comprimidos produzidos pelo Exército. O Ministério da Defesa gastou ao menos R$ 1 milhão para fazer o remédio. A Anvisa ainda não tem os dados das vendas de 2021.

A cloroquina é comumente usada no tratamento da malária. A azitromicina é administrada na terapia de infecções causadas por bactérias, como faringite e amigdalite. Ambas as drogas não servem para combater a Covid-19, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

26 de jul. de 2021

Acidente gravíssimo envolvendo dois veículos na localidade de Jaburuna, na BR 222


Acompanhamos na noite dessa segunda-feira (26) uma ocorrência de acidente de trânsito gravíssimo após a localidade de Jaburuna, na BR 222, onde dois veículos, um Fiat Uno e um Fox. No veículo FOX havia apenas um motorista, que após ficar preso nas ferragens, foi retirado e socorrido. No Fiat Uno, haviam duas pessoas que felizmente também foram socorridas.



Acompanhe o repórter Gleison Torres ao vivo do local:

Deputado Diego Barreto é recebido por Camilo Santana e consegue a homologação do concurso CFO PM.

Na última quarta-feira, dia 21 de julho de 2021, o Deputado Diego Barreto se reuniu com o mandatário do Palácio da Abolição, Governador Camilo Santana.  A reunião tratou sobre as demandas pertinentes ao Estado do Ceará, dentre os pontos, destacou-se a questão da segurança pública e a nomeação de em torno de 280 futuros Oficias da Polícia Militar do Estado do Ceará, egressos da AESP/CE. Como resultado da reunião, foi publicado no Diário Oficial do Estado do Ceará - DOE do dia 26 de julho de 2021 o edital de homologação do concurso do CFO PM. Participaram dessa articulação o Secretário Mauro Filho e o Deputado Diego Barreto.



Histórico! Aos 13 anos, Rayssa Leal ganha a prata em Tóquio

A skatista Rayssa Leal fez história nesta segunda-feira (26), ao conquistar a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio com apenas 13 anos e 7 meses de idade. Ela se tornou a atleta brasileira mais nova a ganhar uma medalha. Foi a segunda do skate brasileiro em Tóquio e a terceira no geral. Antes, Kelvin Hoefler havia ficado também com a prata no street masculino. Agora, foi a vez de a “Fadinha”, como é conhecida, brilhar na final do street feminino e terminar em segundo. O ouro ficou com a japonesa Momiji Nishiya, e o bronze, com outra atleta da casa, Funa Nakayama, que também tem apenas 13 anos. O pódio, portanto, foi composto por duas skatistas de 13 anos e uma de 16.

Atual vice-líder do ranking mundial, Rayssa, que havia alcançado o terceiro lugar na fase classificatória, não se intimidou diante das adversárias mais experientes e deu show no Ariake Urban Sports Park, com manobras espetaculares. O skate está fazendo a sua estreia no programa olímpico. Após a prata, a maranhense chorou muito com o feito gigantesco que acabara de alcançar.

– Estou muito feliz por poder representar todas as meninas e [por] realizar meu sonho e ganhar uma medalha. É muito gratificante realizar o meu sonho e o de meus pais – celebrou Rayssa, fenômeno do skate.

Chamaram atenção a calma e o desempenho de Rayssa que, em alguns momentos, foi vista dançando relaxada na pista. Bastante inspirada, ela foi derrubando as rivais ao longo das baterias até conquistar o seu lugar no pódio entre duas japonesas.

Leticia Bufoni e Pâmela Rosa, outras brasileiras bem cotadas para brigar por uma vaga no pódio em Tóquio, ficaram pelo caminho e não disputaram a final. Pâmela Rosa, inclusive, revelou que competiu lesionada em Tóquio, com o tornozelo direito muito inchado.

Na final, na sua primeira volta de 45 segundos, Rayssa fez boas manobras. Ela arriscou no fim e acabou caindo. Pela volta, recebeu 2,94 dos juízes. Na segunda volta, a brasileira, embora tenha cometido pequenos erros, foi ainda melhor e levou 3.13.

Depois, na primeira rodada das cinco manobras únicas, a jovem de 13 anos errou e acabou caindo. Por isso, ficou zerada, e essa nota foi descartada. Na segunda tentativa, acertou uma linda manobra no corrimão, mas colocou as mãos no chão para se equilibrar. Ainda assim, recebeu uma boa nota: 3,91.

Rayssa entrou de vez na briga pelo pódio quando recebeu 4.21, ao acertar uma excelente manobra no corrimão em sua terceira tentativa. Naquele momento, a brasileira já tinha quatro notas para compor a pontuação e havia assumido a liderança. Na quarta tentativa, ela encaixou mais uma manobra e ganhou dos juízes 3.39 como nota para substituir um 2.94. Na última, errou e caiu, o que lhe prejudicou na briga pelo ouro. Mas a prata veio e foi motivo de muita festa.

FENÔMENO DO SKATE

A pequena Rayssa, nascida em Imperatriz, no Maranhão, é um verdadeiro fenômeno do esporte. Desde 2018, com apenas 11 anos, ela integra a seleção brasileira e é vista como uma das melhores do mundo na categoria street, dona de um talento raro.

A primeira vez que ela subiu em cima de um skate foi aos 6 anos, quando seus pais lhe deram o equipamento de presente. Um ano depois, já estava competindo. O mais impressionante é que ela aprendeu tudo por conta própria, sozinha. A garota assista a vídeos dos seus ídolos no celular e depois ficava repetindo insistentemente as manobras.

Aos 9 anos, Rayssa já não competia mais entre as crianças para disputar campeonatos na categoria geral. Passou, então, a levar uma vida de “adulta”, treinando três horas todos os dias. Tanto esforço deu certo e agora a pequena Rayssa Leal é medalhista olímpica.

Universidade federal na Bahia cria cota para presos e ex-detentos


A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) decidiu criar cotas para presidiários, ex-presidiários e refugiados. A resolução foi aprovada no final de junho pelo Conselho Universitário e será adotada já no próximo vestibular, no segundo semestre. A instituição irá destinar uma vaga em cada curso para este público.

De acordo com a instituição, a UFSB é a primeira universidade do país que adotar este tipo de cota. A vaga poderá ser preenchida tanto via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que utiliza a nota do Enem, quanto pelo vestibular tradicional.

– Os ajustes surgem no sentido de fortalecer o papel da UFSB como instituição que valoriza e prioriza as políticas de ações afirmativas enquanto princípio, previsto, inclusive, no estatuto da universidade – diz a instituição em um comunicado.

O deputado estadual Hilton Coelho, do PSOL, parabenizou a criação da nova modalidade de cota. Coelho afirmou que a medida é “um avanço civilizatório para o processo de ressocialização dos apenados no seio da sociedade brasileira”.

A UFSB já destina de 75% a 85% de todas as suas vagas para alunos beneficiados com algum tipo de cota. Há reserva de vagas para negros, pardos, indígenas, quilombolas, ciganos, pessoas com deficiência, mulheres, transexuais, travestis e transgêneros, além das chamadas “comunidades identitárias tradicionais”.

A instituição de ensino fica sediada em Itabuna, e foi criada em 2013. Há também unidades em Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

Intervalo de vacina da Pfizer diminuirá para 21 dias, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à coluna da Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo ser “muito provável” que a pasta diminua o intervalo entre as duas doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 para 21 dias. Atualmente, o intervalo é de três meses.

O prazo de 21 dias é o previsto na bula do imunizante, mas a pasta decidiu ampliá-lo para imunizar mais pessoas com a primeira dose em um período de tempo menor. Segundo Queiroga, a decisão também foi motivada pela incerteza sobre a quantidade de doses que o país receberia neste ano.

“Naquele momento, não tínhamos certeza da quantidade de doses de Pfizer que receberíamos neste ano e optamos por ampliar o número de vacinados com a primeira dose. Mas agora temos segurança nas entregas e dependemos apenas da finalização do estudo da logística de distribuição interna dos imunizantes para bater o martelo sobre a redução do intervalo da Pfizer para 21 dias”, disse.

Segundo o ministro, as simulações de logística estão sendo finalizadas. Assim, caso a capacidade de logística seja confirmada, mesmo sem uma possível antecipação do cronograma de entregas da Pfizer, será possível reduzir o intervalo.

A previsão é de que, até dezembro, mais 100 milhões de doses sejam entregues ao Brasil.

“As coisas estão evoluindo nesse sentido [de redução do intervalo]”, diz ele. “Em breve teremos a definição”.

A vacina da Oxford/AstraZeneca, no entanto, ainda terá o intervalo de três meses, o previsto pela farmacêutica como ideal na bula. Queiroga afirma que ainda faltam estudos para comprovar que a redução no intervalo pode ser feita.

Corpo de Bombeiros encontra idoso de 89 anos em mata fechada de Canindé

Um idoso de 89 anos foi resgatado por uma guarnição da Companhia de Busca e Resgate com Cães (CBRESC) do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) nesse sábado (24). A vítima estava em uma área de vegetação fechada na cidade de Canindé, Área Integrada de Segurança 15 (AIS 15) do Estado. O homem havia desaparecido na sexta-feira (23).

A família do homem acionou o CBMCE por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), via telefone 193. Os operadores transferiram o chamado para a 6ª Companhia do 3º Batalhão de Bombeiro Militar (3ª Cia/4º BBM), em Canindé, informando que o idoso, que convive com mal de Alzheimer, estava desaparecido. Com a denúncia, a guarnição, com os cães Duck e Flash, se deslocou à localidade de Logradouro, no distrito de Salitre, iniciando o trabalho de busca.

O homem foi encontrado ao meio-dia, em um trecho com quatro quilômetros de distância da casa onde mora com a família. Ele estava consciente, mas desidratado, e, por isso, foi conduzido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde recebeu cuidados médicos e posteriormente foi liberado.

Outro resgate

Em 15 de julho de 2021, um outro idoso foi resgatado pelo CBMCE, em uma área de vegetação em Pacoti (AIS 15). A vítima, um homem de 91 anos com Alzheimer, ficou desaparecido por 24 horas, até a 5ª Companhia do 4º Batalhão de Bombeiros Militar (5ª Cia/4º BBM), ser acionada pela família.

A vítima estava desidratada, mas consciente. Ela apresentava escoriações pelo corpo, tinha os pés e braços feridos e não conseguia andar. Um dos bombeiros colocou o idoso em sua costas e o retirou da mata.

Destaque

Nossa equipe esteve na localidade de Boqueirão acompanhando a ocorrência de duas execuções à bala. As duas vítimas, identificadas por Franci...

Continue lendo