12 de jun. de 2019

Telegram diz que não há evidência de ação hacker no caso de contas de Moro e procuradores da Lava Jato


Publicamente, através de sua conta de Twitter, o Telegram respondeu a um brasileiro que questionou sobre os vazamentos das contas do ex-juiz e hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, além de procuradores da Operação Lava Jato. O aplicativo informou que não há evidências de que houve um ação de hackers e sugeriu que seria mais provável um malware ou alguém que não usou a verificação em duas etapas para a senha do Telegram, dando a entender que estas duas seriam as melhores possibilidades para os dados terem sido vazados.

Tanto Moro quanto os procuradores afirmam que suas contas foram atacadas por hackers. O Intercept diz que recebeu de fontes e não de possível hacker os dados. Não há como confirmar ainda quem está com a razão.

Fonte: Diário do Nordeste

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Publicação anterior
Próxima publicação

Destaque

A vítima foi uma mulher identificada por Viviane Carla Bonfim, ela morreu no início da manhã de hoje (28), na avenida principal que dá acess...

Continue lendo