5 de jan. de 2020

Cinco bebês vieram ao mundo pelas mãos dos profissionais da unidade no primeiro dia do ano


O nascimento dos primeiros bebês de 2020 na maternidade do Hospital Regional Norte (HRN), do Governo do Ceará, movimentou a equipe na virada do dia 31 de dezembro para o dia 1° de janeiro. Três meninos e duas meninas nasceram neste período. Gedson foi o primeiro bebê a nascer às 6h08min do dia 1°, seguido de Pedro Henrique às 10h33min, João Lucca às 18h33min, Maria Clara às 20h12min e Maria Valentina às 23h34min.

Mãe do bebê número 1 do ano de 2020, a dona de casa Girlândia Pinho de Souza, garante que o nascimento de Gedson foi uma grande alegria no início do novo ano. “Gostei muito do atendimento aqui. Os profissionais são muito prestativos e atenciosos”, completa. A dona de casa já era acompanhada pelo pré-natal do HRN desde o quinto mês de gestação em virtude de uma complicação de placenta prévia. O bebê nasceu prematuro de 34 semanas com 1.852kg e 46 cm e está internado no hospital.



O bebê da professora Janaína Martins dos Santos também foi apressado. A expectativa era de que o nascimento de Pedro Henrique ocorresse apenas após o dia 10 de janeiro. “Pretendíamos viajar neste período, mas nosso réveillon foi na maternidade. Foi um presente ter recebido meu filho nos braços”, conta o pai da criança, Inácio Tomé Rodrigues. O casal mora em Cruz, a 155 km de Sobral. “O atendimento no HRN é um muito acolhedor”, garante. O bebê nasceu com 3.268kg e 50 cm.

O maior bebê nascido em 1º de janeiro foi o João Lucca, com 4.130kg e 51 cm, o primeiro filho da Maria Letícia Liberato e Antônio Wagner de Paula Filho. Nascido com 41 semanas de gestação, a criança trouxe a alegria ao casal. “Eu estava mais ansioso que ela para o nascimento do nosso filho. Não via a hora de ele nascer. Assisti ao parto e só fiquei tranquilo quando estava com ele nos meus braços”, conta o pai.



Maria Clara foi a primeira menina a nascer no HRN em 2020. A criança veio para a alegria da mãe, Maria Eduarda Oliveira Sousa e da avó, Francisca Dalva de Oliveira.“Gostei muito daqui. Minha filha estava com um sangramento e cuidaram muito bem dela e da minha neta”, garante a avó. A família da criança que nasceu com 3.286kg e com 50,5 cm, mora em Campanário (Uruoca), a 58 km de Sobral.

A primeira filha da dona de casa Eliane Ripardo, nasceu às 23h34min do primeiro dia deste ano, com 2.380kg e 46,5 cm. A puérpera teve uma complicação de pressão alta ao final da gravidez e foi encaminhada para o hospital. “Achei muito bom. Nunca tinha estado aqui. E recebi todas as orientações e minha filha está mamando bem”, garante.

Apoio a Saúde Reprodutiva da Mulher

O Centro de Apoio a Saúde Reprodutiva da Mulher é um serviço especializado no atendimento a gestantes em caso de média e alta complexidade, disponibilizando à população dos 55 municípios da Região Norte atendimento nos setores de obstetrícia, com a unidade de cuidados obstétricos, urgência e emergência obstétrica, centro de parto normal e internação obstétrica.

Em 2019 foram realizados 1.678 partos na maternidade do Hospital Regional Norte (HRN), dos quais 1.214 partos cesáreos e 464 normais.O serviço especializado do HRN conta com 23 leitos de internação obstétrica, 5 leitos no centro de parto normal e 5 leitos de unidade de cuidados obstétricos. Na parte neonatal, o HRN oferece enfermaria canguru, unidade de terapia intensiva (UTI Neo), unidade de cuidados intermediários (UCI Neo), estar materno (alojamento para as mães com bebês internados) e banco de leite.




Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: