18 de mar. de 2020

Santa Casa de Misericórdia de Sobral treina profissionais para possíveis casos suspeitos ou confirmados do Novo Coronavírus


Com objetivo de treinar seus profissionais para correta condução da assistência a possíveis casos suspeitos ou confirmados do Novo Coronavírus (COVID-19), a Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS), realizou na semana do dia 09 a 13 de março, uma série de capacitações sobre a definição da doença, formas de tratamento e prevenção, bem como divulgação de seu fluxo de atendimento em relação às portas de entrada do Hospital (Maternidade, Emergência e Hospital Dom Walfrido).

Na segunda-feira (09/03), médicos, médicos residentes de Clínica Médica e enfermeiros da Emergência, Maternidade e Hospital Dom Walfrido participaram de uma palestra com o médico infectologista do Hospital Regional Norte (HRN), Michel Abdala, que abordou esclarecimentos sobre o Coronavírus como seu surgimento, sintomas e fatores associados à disseminação.

Entre a terça-feira (10/03) e a sexta-feira (13/03), as enfermeiras Siomara Rodrigues e Elaine Bezerra, coordenadoras do Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (NHE) e da Comissão de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (CCIRAS) respectivamente, receberam médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e residentes de Clínica Médica e equipe multiprofissional para explanar o histórico conhecido até o momento do vírus, e capacitar os mesmos para uma condução adequada caso cheguem pacientes com possíveis casos suspeitos ou confirmados da doença.

Fluxo no Hospital

Sendo o Hospital Regional Norte (HRN) e o Hospital São José em Fortaleza referências na região para possíveis casos, os profissionais da SCMS foram orientados a solicitarem transferência do paciente que estiver em um quadro suspeito ou confirmado, para essas instituições, depois de um primeiro atendimento com medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas, enfatizando a utilização de máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção. Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Pandemia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), depois de mais de 118 mil casos ao redor do mundo e 4.291 mortes nas últimas semanas. 

As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa é uma forma confirmada. Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1m) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.

Serviços:

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

 

·         Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

·         Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

·         Evitar contato próximo com pessoas doentes;

·         Ficar em casa quando estiver doente;

·         Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

·         Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.






Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: