10 de jul. de 2020

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 73 anos


Atualmente, o desembargador atuava na 3ª Câmara de Direito Privado e era membro do Órgão Especial.

O desembargador Jucid Peixoto do Amaral morreu aos 73 anos, na tarde desta quinta-feira (9). O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) confimou a morte. A causa do óbito do magistrado não foi revelada.

Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.

Biografia 

Jucid Peixoto do Amaral nasceu no dia 16 de julho de 1946, na cidade de Fortaleza. É filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ele ingressou na magistratura no cargo de juiz substituto, no dia 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade no dia 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, o juiz foi promovido no dia 29 de abril de 1983 para a Comarca de Viçosa do Ceará. Em 7 de maio de 1984, por permuta, assumiu a Comarca de São Benedito.

Por merecimento, Jucid Peixoto foi promovido, em 18 de setembro de 1987, para a Vara Única da Comarca de Redenção, assumindo, em seguida, a titularidade da 2ª Vara da Comarca de Iguatu.

Ele exerceu, ainda, a magistratura nas Comarcas de Cascavel (1ª Vara) e de Fortaleza – 2ª Vara de Delitos de Tráfico e Uso de Substâncias Entorpecentes.

(Diário do Nordeste)



Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: