10 de set. de 2020

Dono de relojoaria que viralizou história de engraxate é notificado por apologia do trabalho infantil O dono de uma relojoaria que se comoveu com a história de uma criança que engraxava sapatos para presentear o pai acabou sendo notificado pelo Ministério Público por supostamente fazer apologia do trabalho infantil. O empresário havia presenteado o garoto com um relógio. Para não ser processado, o dono da relojoaria assinou um termo de ajuste de conduta do Ministério Público do Trabalho

 



VEJA MAIS NA REPORTAGEM



Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários:

Destaque

A vítima foi uma mulher identificada por Viviane Carla Bonfim, ela morreu no início da manhã de hoje (28), na avenida principal que dá acess...

Continue lendo