25 de dez. de 2020

Juazeiro do Norte | Morre o radialista, empresário e ex-vereador Normando Sóracles, fundador deste site Miséria

Desde o início do mês ele estava internado no Hospital São Camilo em Fortaleza ao testar positivo para a Covid-19. 


 Normando Faleceu no início da tarde desta sexta-feira O coração do empresário e radialista Normando Sóracles Gonçalves Damascena parou de bater por volta das 13 horas desta sexta-feira. Desde o início do mês ele estava internado no Hospital São Camilo em Fortaleza ao testar positivo para a Covid-19 e alguns dias após sofrer uma queda ao sair da Rádio Tempo FM. Na noite de Natal o quadro clínico do comunicador juazeirense se agravou ainda mais em momentos de muita angustia para a família.

Nos últimos dias a região do Cariri e o Ceará acompanhou atentamente as informações diárias sobre o quadro clínico do mesmo entre melhoras e pioras. Muitas foram as correntes de orações pela saúde de Normando Sóracles no que a família externou a gratidão e a solidariedade de todos em nota divulgada agora há pouco e assinada pela esposa Adriana Russo e o casal de filhos: Daniel Damasceno e Lívia Romana, que são profissionais da área de saúde.

Eis o texto: “É com imenso pesar que os familiares do radialista e empresário, Normando Sóracles comunicam aos amigos e toda a população o seu falecimento. O óbito ocorreu na tarde desta sexta-feira, dia 25, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Camilo, em Fortaleza, por força de complicações decorrentes de infecção por covid-19. A família agradece a todos pelas mensagens, demonstrações de carinho e orações, recebidas durante o período em que Normando lutou pela vida”.

Normando era um homem apaixonado pela comunicação e tinha consigo uma verve social muito forte na luta contra as desigualdades. Ele nunca se furtou em promover campanhas em prol de pessoas necessitadas e até parece que sentia na própria barriga a dor da fome do próximo. Quando o assunto era saúde, logo vinha a vontade de servir em busca do socorro no que batia a porta de muitos após oferecer o seu contributo pessoal em nome de ver o fim do sofrimento daquela pessoa.

Um dos exemplos está no último apelo que dirigiu semanas antes de morrer. Mesmo num leito hospitalar em meio a dores e sofrimento, Normando fez questão de apelar a todos que tivessem cuidado com o coronavírus, doença que tragou sua vida exatamente um mês após advertir contra a doença e até admitir a possibilidade de ter cometido deslizes em algum momento.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: