24 de mar. de 2021

Curso de Engenharia Civil da FAL é autorizado com nota máxima pelo MEC


A excelência de ensino da Faculdade Alencarina (FAL) mais uma vez foi afirmada com a nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). Nesta terça-feira (23), o curso de Engenharia Civil foi autorizado pelo órgão federal após alcançar o conceito 5. Com o resultado, a graduação se coloca como a melhor avaliada, dentre instituições públicas e privadas, na região norte do estado do Ceará.

O rígido processo de avaliação consiste em examinar a instituição pela organização didático-pedagógica, o corpo docente e a infraestrutura do curso, onde são considerados diversos critérios individuais para composição de nota. 

Dentro dos critérios avaliados estão as políticas institucionais de ensino, pesquisa e extensão, o número de docentes com dedicação integral, o convênio com unidades de estágios, a adequação das salas de aula, o acesso dos estudantes a laboratórios específicos e multidisciplinares, além de bibliotecas.

Segundo a diretora geral da FAL, a Profa. Nayara Machado Melo Ponte, a conquista da nota 5 pelo MEC, é resultado do trabalho sistemático que tem sido desenvolvido para oferecer um ensino de qualidade e tornar a FAL uma das melhores instituições de ensino superior da região noroeste do estado do Ceará. “Investimos muito, de forma planejada, na capacitação de professores e dos nossos alunos, além da estrutura física. Nossa cidade tornou-se um polo regional de educação, e um curso de Engenharia Civil vem para agregar este desenvolvimento, lançando no mercado de trabalho mais profissionais da área com formação qualificada”, destacou.

Para o coordenador do curso de Engenharia Civil, Prof. Me. Roberto Pimentel Holanda, “essa nota reflete o empenho de toda uma equipe envolvida plenamente em todo o processo, e, principalmente, a um colegiado dinâmico, multidisciplinar e competente que contribuiu brilhantemente para uma avaliação de excelência”, relatou.

O Curso de Engenharia Civil da FAL tem como objetivo formar profissionais generalistas, humanistas, críticos e reflexivos, capacitados a absorver e desenvolver novas tecnologias, de modo que atenda a demanda da sociedade, comprometidos com a qualidade de vida e com o ambiente natural e urbano, capazes de realizar integralmente as atividades e atribuições profissionais do Engenheiro Civil do século XXI com ética, responsabilidade social e ambiental, considerando ainda, uma visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: