28 de mai. de 2021

Madrugada de terror: Indivíduos fortemente armados explodem agência do Banco do Brasil em Amontada-CE

A unidade ficou destruída, mas não havia dinheiro nos caixas; polícia faz buscas pelos suspeitos da ação


Homens armados atacaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Amontada, na Região Norte do Ceará, na madrugada desta sexta-feira (28). Ninguém ficou ferido. A ação criminosa ocorreu por volta de 1h40. Uma viatura da Polícia Militar e a fachada da Delegacia Municipal chegaram a ser alvejadas.

Os primeiros levantamentos policiais indicam que os suspeitos executaram o plano divididos em dois grupos. Um teria ficado monitorando a saída de policiais na frente da delegacia, enquanto o outro foi para o banco, onde explodiram um cofre. 

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou ao Diário do Nordeste que o bando chegou à cidade em veículos e colocou artefatos explosivos na agência na tentativa de subtrair dinheiro do estabelecimento bancário, mas não teve êxito.

"Na fuga, o grupo atirou contra os policiais militares da cidade, que revidaram. Durante perseguição aos suspeitos, os militares encontraram um veículo incendiado, supostamente utilizado pelo grupo para cometer o crime, próximo a uma ponte", detalhou a Pasta em comunicado enviado às 8h55.

Um subtenente do 11º Batalhão da Polícia Militar já havia informado que o bando não conseguiu levar nenhuma quantia em dinheiro porque os caixas estavam vazios, embora a estrutura interna da unidade tenha ficado totalmente destruída pela explosão.

"Na realidade, o banco não tinha dinheiro. Eles explodiram os caixas eletrônicos, mas não tinha dinheiro, segundo o gerente nos repassou, e se evadiram do local rapidamente após o estouro do banco", ponderou o agente de segurança, que pediu para não ter a identidade divulgada.

Já o tenente Rodrigues detalhou que ao menos 10 suspeitos participaram do ataque, que durou em torno de 15 minutos. Eles estavam em dois veículos e motocicletas. 


DANOS

Imagens enviadas à reportagem mostram o grupo exibindo armas de cano longo. Um dos homens aparece no porta-malas do carro. Os mesmos registros também identificam paredes derrubadas pelo impacto da explosão, fiação do teto exposta e muitos escombros.

Além dos estragos ao prédio do Banco do Brasil e da Delegacia, durante a fuga o grupo incendiou um automóvel e o abandonou na rodovia que liga Amontada a Itapipoca, cidade vizinha.

BUSCAS

Conforme a SSPDS, composições de policiamento estão mobilizadas nas diligências desde a madrugada em busca dos assaltantes. Participam da operação integrada equipes da PM, da Polícia Civil, do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) e do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque).

Também envolvida nas buscas, a Polícia Civil dispôs de agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e da Delegacia Municipal de Amontada, que colhem informações in loco no intuito de identificar os integrantes do grupo criminoso.


SUSTO


Um morador do município detalhou que a população do entorno do banco ouviu pelo menos quatro estouros. "Acho que até dos bairros mais distantes deu para ouvir a explosão, porque foi muito alta. Ficou todo mundo extremamente assustado, já que a cidade teve registro de explosão três anos atrás", conta. 

A ocorrência em questão ocorreu em agosto de 2018, quando dois bancos do município (Brasil e Bradesco) foram alvos da mesma investida criminosa. Cerca de 15 homens invadiram os prédios simultaneamente e levaram dinheiro, cuja quantia não foi informada.

Três veículos foram incendiados. Um Fiat Uno em chamas foi deixado na estrada que liga o Município à Itapipoca, enquanto um Chevrolet Prisma e um Volkswagen Gol estavam no caminho para Aracatiara.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: