11 de mai. de 2021

Huck culpa o governo federal pela morte de Paulo Gustavo

 

Apresentador afirmou que "se o Brasil tivesse levado a sério essa pandemia desde o começo, hoje todos nós já estaríamos vacinados"

O apresentador Luciano Huck, da TV Globo, usou a edição do último sábado (😎 do programa Caldeirão do Huck, apresentado por ele, para culpar as ações do governo federal durante a pandemia de Covid-19 pela morte do humorista Paulo Gustavo, a exemplo do que diversos opositores do presidente Jair Bolsonaro têm feito nos últimos dias.

– Foi uma partida injusta porque poderia ser evitada. Se o Brasil tivesse levado a sério essa pandemia desde o começo, hoje todos nós já estaríamos vacinados. E o Paulo não teria partido – disse.

Huck ainda atacou o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao dizer que o país mudou o jeito de encarar a pandemia após a saída do republicano da Casa Branca.

– Eles tiveram a sabedoria de ouvir a ciência e mudaram os rumos. Em três meses, vacinaram a população. Agora, a Broadway anunciou que vai reabrir suas cortinas. Aqui, seguimos chorando nossos mortos. É muito revoltante – alegou.

O fato, porém, é que os EUA não “mudaram os rumos” no que diz respeito às vacinas, já que foi o próprio governo Trump quem adquiriu os imunizantes que são usados atualmente para vacinar a população norte-americana. Ao todo, a administração anterior adquiriu, com seis laboratórios diferentes, cerca de 800 milhões de doses, ou o suficiente para mais de 400 milhões de pessoas.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: