28 de mai. de 2021

Mais de 90% das amostras de coronavírus no Ceará são da variante de Manaus, estima Fiocruz

 

Mais de 90% das amostras que estão sendo analisadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará são da variante P.1, identificada inicialmente no estado do Amazonas, a qual se alastrou por todo o Brasil e já foi identificada em outros 49 países. A estimativa é do coordenador geral da Rede Fiocruz de Vigilância Genômica no estado, Fábio Miyajima. A equipe analisa, mensalmente, cerca de 3 mil genomas a fim de sequenciá-los e descobrir possíveis novas variações do coronavírus.

A variante de Manaus (P.1) é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma variante de preocupação (VOC). Estudos apontam que ela foi um dos principais fatores para a segunda onda de Covid-19 no País.

De acordo com Fábio Miyajima, em dezembro, havia 0% de detecção da P.1 no Ceará. Em fevereiro, a variante já representava 71% das amostras analisadas no estado e, agora, é de cerca de 90%, mas pode ser superior e tende a crescer, uma vez que ela é mais "competente" do que as demais.

Fonte: G1

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: