25 de jul. de 2021

Bolsonaro: “Se eu coordenasse a pandemia, menos pessoas morreriam”

Presidente cita a autonomia dos estados, determinado pelo STF, no enfrentamento da crise sanitária

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (24) que menos pessoas teriam morrido vítimas da Covid-19, caso ele estivesse na coordenação das ações de enfrentamento à pandemia.

– Se eu estivesse coordenando a pandemia, não teria morrido tanta gente – disse Bolsonaro, defendendo o tratamento inicial (o tratamento precoce) e uso de medicamentos off label.

Bolsonaro assegura que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a competência dos estados para decidir medidas de contenção do vírus teria limitado a atuação do governo federal.

– Quando você fala em tratamento inicial, a obrigação do médico é buscar minimizar o sofrimento da pessoa. E o tratamento off label. Uma parte considerável de remédios foram descobertos por acaso – disse o presidente a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro criticou também as decisões da Justiça trabalhista que reconheceram demissão por justa causa de funcionários que não quiserem receber o imunizante contra a Covid-19.

– Eu pergunto pra vocês, qual país do mundo faz acompanhamento de quem tomou vacina? Tem gente que está sofrendo efeito colateral, e o que está acontecendo? A CoronaVac ainda é experimental e tem gente que quer tornar obrigatória. Como tem juízes do trabalho que estão aceitando demissão justa causa de quem não quer tomar vacina. Eu falei no ano passado: “no que depender de mim a vacina é facultativa”. Me acusam de negacionista – afirmou.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: