25 de jul. de 2021

Primeiro peixe-boi marinho reabilitado no Ceará é encontrado morto no Piauí

A equipe de resgate explica que a causa do óbito do animal pode ter sido um atropelamento acidental por alguma embarcação

Foto: Thiago Tavares

O primeiro peixe-boi marinho reabilitado no Ceará, chamado Maceió, foi encontrado morto no Rio Portinho, no município de Luís Correia, no Piauí. O animal havia passado sete anos se recuperando após ser resgatado em 2013. Ele foi devolvido ao mar em maio de 2021. A informação foi divulgada, em nota de pesar, pela equipe de resgate do Programa de Mamíferos Marinhos (PMM) da ONG Aquasis.

“A equipe da Aquasis está consternada com a morte do Maceió, animal que foi resgatado ainda recém-nascido após encalhar no Pontal do Maceió, em Fortim/CE. Foi cuidado com muita responsabilidade, carinho e dedicação pelos nossos profissionais e voluntários durante mais de sete anos”

ONG AQUASIS

Em nota divulgada sobre a morte do peixe-boi

A Aquasis explica que a causa do óbito do animal pode ter sido um atropelamento acidental por alguma embarcação. Em exames realizados, foram verificadas cicatrizes na pele, sugerindo cortes por hélices de embarcação. Além disso, a escápula do animal estava fraturada e havia hemorragias em músculos do local.

A ONG também afirmou que apesar da perda difícil, seguirá com  "compromisso de atuar pela conservação desta espécie ameaçada de extinção”.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

O assessor de comunicação da ONG Aquasis, Mikael Holanda, explica que esses acidentes são comuns, por isso é necessário realizar campanhas de educação ambiental.

"Nós repassamos dicas para diminuir a velocidade ou desligar o motor em águas que possam ter animais marinhos, como o peixe-boi. Mas, não sabemos a condição em que a embarcação se encontrava, pode ter sido a noite ou a água estava turva.", esclarece Mikael.

MATERIAL DE RASTREAMENTO

Solto em 25 de maio de 2021 na Praia de Peroba, em Icapuí/CE, o animal perdeu o equipamento de rastreamento após sete dias da sua liberação e não foi mais encontrado. 

O material de monitoramento fazia parte do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP), feito pela ONG cearense e gerido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A carcaça do peixe-boi foi levada para o Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos (CRMM) da Aquasis, em Caucaia, para realização da necropsia.

Maceió foi solto em Icapuí, após quase sete anos de seu encalhe. A morte do animal foi sentida pelos voluntários da ONG

Legenda: Maceió foi solto em Icapuí, após quase sete anos de seu encalhe. A morte do peixe-boi foi sentida pelos voluntários da ONG

CONHEÇA A HISTÓRIA DO PEIXE-BOI MACEIÓ

O peixe-boi encalhou na Praia do Pontal do Maceió em 15 de dezembro de 2013. Ele foi resgatado pelo Programa de Mamíferos Marinhos (PMM) e acolhido para iniciar a reabilitação quando tinha cerca de um dia de vida. 

Após quase sete anos de seu encalhe, o primeiro peixe-boi reabilitado da história do Ceará retornou ao mar no dia 25 de maio, em Icapuí, no literal cearense, pela equipe da ONG Aquasis.

Para garantir um retorno seguro depois de livre no mar, Maceió foi acompanhado por 48 horas por duas equipes da Aquasis, Após o período passaram a monitorar o animal, o Projeto de Monitoramento de Praias (PMP), feito pela ONG cearense e gerido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: