6 de set. de 2021

Gás de cozinha: em 41% dos municípios cearenses preço médio passa de R$ 100


Pela quarta semana consecutiva, o preço médio do gás de cozinha registrou alta no Ceará. Na semana encerrada no último dia 4, o produto estava custando, em média, R$ 98,89. São 40 centavos a mais do que na semana imediatamente anterior. Mas em cinco das 12 cidades cearenses pesquisadas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), a média passa de R$ 100.

É o caso de Limoeiro do Norte (R$ 105), Juazeiro (R$ 100,49), Sobral (R$ 104), Crateús (R$ 101,67) e Crato (R$ 100,71). Por outro lado, a menor média é encontrada em Quixadá, R$ 90,33. Na Capital, o preço médio do gás de cozinha é de R$ 98,65.

De acordo com o levantamento feito pela ANP, em 122 pontos de vendas, o botijão de 13 kgs pode ser encontrado no Ceará com preços que variam entre R$ 85 e R$ 110. Junto com Piauí e Rio Grande do Norte, esse é o maior patamar de preço para o produto no Nordeste.

Confira a variação do preço-médio do gás de cozinha no Ceará:

Canindé - R$ 95,33

Caucaia - R$ 96,56

Crateús - R$ 101,67

Crato - R$ 100,71

Fortaleza - R$ 98,65

Iguatu - R$ 97,00

Itapipoca - R$ 95,25

Juazeiro do Norte - R$ 100,40

Limoeiro do Norte - R$ 105,00

Maracanaú - R$ 98,44

Quixadá - R$ 90,33

Sobral - R$ 104,00

Os sucessivos reajustes no preço do gás de cozinha, junto com os gastos com energia, têm sido os principais vilões da inflação. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de agosto, considerada a prévia da inflação, ficou em 0,86%, em Fortaleza. O maior resultado para o mês desde 2007.

No acumulado do ano, o reajuste acumulado para o produto é de 22,65%, enquanto a média do indicador é uma alta de 7,21%. A segunda maior do País. Perde apenas para Curitiba (7,48%).

Dicas para economizar na cozinha

Forno quente

Pré-aqueça o forno pelo tempo necessário: Alimentos assados precisam de pré-aquecimento do forno, mas não faça isso por muito tempo. Geralmente, 10 minutos antes a 200 °C é suficiente para a temperatura ficar ideal em boa parte dos alimentos.

Panela certa para cada boca

Use panelas proporcionais à boca do fogão: Para não ter desperdício de gás, é importante que se utilize panela equivalente ao tamanho da boca do fogão, pois parte do calor gerado acaba não sendo passado para a panela.

Use vapor

Quando estiver cozinhando, é possível utilizar o vapor do preparo colocando um escorredeira metálica sobre a panela para cozinhar legumes.

Tampe as panelas

Use a tampa da panela: Alimentos como macarrão pode ser cozinhados com o fogo desligado ao usar a tampa. Deixe a água ferver, adicione a massa, desligue o fogo e coloque a tampa.

Longe de portas e janelas

Evite colocar o fogão em locais da casa que tenham muita circulação de vento, como janelas, portas e ventiladores, pois assim as chamas não apagam e o gás não escapa.

Pequenos pedaços

Alimentos cortados em partes pequenas cozinham mais rápido, com isso, o gás é menos utilizado.

Gás acabando?

Fique atento aos sinais de quando o gás estiver acabando: Quando o botijão está perto de acabar, as chamas ficam com as pontas avermelhadas.

Use panela de pressão

O uso da panela de pressão reduz os gastos com o gás. A pressão faz os alimentos cozinharem mais rápido, sem precisar ficar por tempo demasiado na panela.

Cuide das bocas do fogão

Limpe as bocas do fogão sempre após o uso do eletrodoméstico, assim, evitando o acúmulo de sujeira e de gordura. Com esse cuidado, evita-se o entupimento do bico por onde o gás sai. Tal entupimento pode provocar o vazamento e perdas.

Cozinhe poucas vezes

Cozinhar menos vezes durante o mês traz economia. Para isso cozinhe uma vez os alimentos e congele. Depois, a partir da necessidade, é só esquentar de acordo com a sua preferência (no micro-ondas, no forno elétrico, ou de forma rápida no fogão por meio de panelas pequenas)..

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: