28 de out. de 2021

Fila de espera para cirurgias eletivas no Ceará passa de 38 mil pessoas

Quase 39 mil cearenses estão na fila de espera do Sistema Único de Saúde (SUS) por cirurgias eletivas. O número consta em levantamento divulgado pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) nesta quarta-feira, 27. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado junto com um edital de chamamento público lançado pela pasta com o objetivo de credenciar organizações sociais para o atendimento de parte da demanda represada. O documento prevê a realização de 10.932 cirurgias, quantitativo que corresponde a menos de um terço do total de procedimentos em situação de espera no Estado, que chega a 38.651.

A publicação estipula prazo de 60 dias para as instituições interessadas em participar da concorrência enviarem os documentos exigidos. Podem participar organizações com ou sem fins lucrativos, desde que tenham registro ativo no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde - SCNES, além de estrutura física e equipe especializada para execução das cirurgias. A previsão é que a etapa de contratação seja concluída até o fim do ano. O contrato de prestação do serviço terá validade de doze meses.

Segundo a Sesa, os hospitais credenciados à organização que sair vencedora da concorrência pública deverão oferecer leitos de enfermaria e de UTI, salas cirúrgicas, exames pré e pós-operatórios, além de assistência médica e de equipe multiprofissional devidamente qualificada. Serão contempladas procedimentos nas seguintes especialidades: nefrologia, urologia, ortopedia, traumatologia, neurologia, ginecologia, cirurgia geral, vascular, pediatria e oftalmologia.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: