9 de nov. de 2021

Mãe teria matado bebê com golpes de garfo e um dia depois pai da criança escondeu o corpo no bueiro

Jamile Rolim da Silva, 20, é considerada suspeita de matar o próprio filho recém-nascido. Após o nascimento da criança, a mulher teria desferido golpes no pescoço do bebê com um garfo e o sufocado. As informações são da Polícia Civil (PC-CE), que também afirmou que Jamile escondeu o corpo da criança em um móvel e, no dia seguinte ao parto, o pai do bebê, o líder religioso Antônio Cardoso Cunha, 36, o colocou em um bueiro. 

De acordo com as investigações, o líder religioso mora em uma residência onde mantém uma igreja no térreo, uma residência dividida com a esposa no primeiro andar e, nos fundos, acolhe pessoas em vulnerabilidade. A mãe do bebê morto era uma dessas pessoas. Eles mantinham um relacionamento amoroso e, para que a esposa de Antônio não soubesse da traição, ele sugeriu o aborto. Ainda conforme a Polícia, ela teria ido no sábado, 6, à casa de um parente para tomar um abortivo e deu à luz ao bebê, que nasceu vivo. 

Jamile teria dado entrada em uma unidade hospitalar com sinais de aborto. Em seguida, a polícia foi acionado e os agentes de segurança colheram informações sobre a morte do recém-nascido. Com os levantamentos colhidos com o depoimento da mulher, a policia civil encontrou o corpo do bebê e prendeu, por suspeita de homicídio e ocultação de cadáver de um recém-nascido, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a mulher e o homem.

Após a localização do corpo, o bairro Marechal Rondon, região onde o imóvel estava situado, moradores iniciaram ações de represália ao suspeito do crime e incendiaram o veículo de Antônio, além de saquearam a igreja. Imagens gravadas pelos próprios moradores mostram as pessoas arrancando as portas da van que era de Antônio Cardoso.

Outros invadiram a igreja dele e começaram a furtar os objetos. É possível ver em um dos vídeos um rapaz levando um botijão de gás nas costas. Cadeiras e equipamentos eletrônicos foram levados.Foi solicitada a presença do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), que esteve no local. Várias viaturas do policiamento local também estavam no bairro. O Corpo de Bombeiros também atuou para debelar o fogo.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: