18 de dez. de 2021

Governo Bolsonaro destrava recursos do BID para o Ceará

Governador Camilo Santana havia criticado demora da liberação

O Governo Federal autorizou a contratação de operação de crédito externo entre o Governo do Ceará e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), mostra o Diário Oficial da União da última quinta-feira, 16. Os recursos serão destinados ao financiamento parcial do "Programa Integrado de Prevenção e Redução da Violência (PReVio) do Estado do Ceará", tocado pela vice-governadora Izolda Cela.

O "destravamento" na Casa Civil foi articulado pelo deputado federal AJ Albuquerque (PP), da base do governo Bolsonaro e aliado local do governador Camilo Santana (PT). Segundo o parlamentar disse ao O POVO, o valor é de R$ 150 milhões. Ao todo, estão previstos R$ 300 milhões a serem usados no PreVio. Agora, resta que o Senado autorize o financiamento.

Camilo havia criticado a demora no andamento dessas transações. Em entrevista ao Jogo Político, programa do O POVO transmitido nas mídias sociais, ele acusou o governo Bolsonaro de barrar o financiamento por razões de diferenças políticas.

"Infelizmente, eu não quero acreditar, mas por questões políticas ele (Governo Federal) está segurando esse financiamento do Ceará na Casa Civil, e eu tenho feito um apelo porque isso não é um prejuízo ao governo Camilo, é um prejuízo à sociedade cearense”, afirmou.

Ele relatou que foi pessoalmente ao ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), em Brasília, em busca de solucionar a questão. No Jogo Político, o petista pediu o empenho no assunto dos deputados que apoiam Bolsonaro.

Não esqueça de compartilhar essa notícia!

Publicação anterior
Próxima publicação

0 comentários: